• (1) Comentários
  • Votação:

Costa do Sauípe

Aldo Rebelo compara demora na entrega dos estádios a atraso de uma noiva

Ministro dos Esportes garantiu entrega dos estádios de Natal, Cuiabá, São paulo, Porto Alegre e Curitiba até final de janeiro

João de Andrade Neto - Esportes

Publicação:

04/12/2013 11:48

Segundo o ministro, a entrega dos estádios de Manaus, Cuiabá e Natal só não será feita ainda este mês por falta de agenda da presidente Dilma  (Nando Chiappetta/DP/D.A Press)
Segundo o ministro, a entrega dos estádios de Manaus, Cuiabá e Natal só não será feita ainda este mês por falta de agenda da presidente Dilma
COSTA DO SAUÍPE - Uma das maiores preocupações da Fifa para a Copa do Mundo do Brasil foi tratada de forma lúdica pelo ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, na manhã desta quarta-feira, em entrevista coletiva, na Costa do Sauípe. Para o representante do governo brasileiro, o atraso nas obras do Itaquerão, em São Paulo, a Arena da Baixada, em Curitiba, e o Beira -Rio, em Porto Alegre, cujo prazo para entrega foi estendido para o final de janeiro, pode ser comparado a demora de uma noiva para o casamento.

Ainda segundo o ministro, a entrega dos estádios de Manaus, Cuiabá e Natal só não será feita ainda este mês por falta de agenda da presidente Dilma Rousseff. "Uma instituição das mais respeitadas pela maioria das pessoas é o casamento. E geralmente ele acontece entre uma noiva e um noivo. E acho que em 100% dos casamentos que eu estive, a noiva nunca chega na hora. E nunca vi um casamento deixar de acontecer por causa disso. É possível que haja um ou outro atraso nos estádios, mas o importante é que todos eles estarão prontos em janeiro. COm isso não teremos nenhum problema", garantiu Rebelo.

Ainda segundo o ministro, o acidente ocorrido nas obras do Itaquerão, com dois operários mortos, não influenciarão no prazo de entrega do estádio. O político ainda descartou a hipótese da pressa para a entrega do estádio ter influenciado para o que aconteceu.

"Não há pressa, há cumprimento de prazos. Além disso, quando uma empresa pretende acelear uma obra ela não aumenta a jornada de trabalho, ela pode aumentar e intensificar os turnos de trabalhos e multiplicar o número de equipamentos. Elas não colocam em risco a segurança dos funcionários apenas por uma questão legal e da pessoa humana, mas também por conta da sua reputação", analisou. "Queremos esses estádios o quanto antes até porque eles precisam passar pelos eventos-testes da Fifa. Mas com a entrega de todos em janeiro vamos ter prazo para realizar esses testes, sem nenhum problema", finalizou.

Comentar notícia

Verificando informações

Esta matéria tem:

(1) comentário(s)

Autor:

Glauco Maciel


O discurso do ministro "boneco de Olinda" está tão atrasado quanto as obras dos elefantes brancos, uma vez que hoje em dia há casais do mesmo sexo. Pergunta ao Ronaldo gordo seu ministro....

Últimas notícias

+