Publicidade

MINEIRÃO 50 ANOS

Dono do primeiro gol do Mineirão, Buglê se diz honrado por carregar fama eterna

Ex-volante do Atlético leva vida modesta em Brasília

postado em 24/08/2015 13:10 / atualizado em 24/08/2015 13:15

Arquivo O Cruzeiro/EM. Brasil

O Mineirão chega aos 50 anos e apenas um jogador, entre tantos craques que desfilaram no gramado do Gigante da Pampulha em cinco décadas, carrega a honra de dizer que marcou o primeiro gol do estádio. Coube a José Alberto Bougleux, conhecido como Buglê, inaugurar as redes na vitória por 1 a 0 da Seleção Mineira sobre o River Plate.

O lance que originou o gol aos 2 minutos do segundo tempo, naquele 5 de setembro de 1965, nasceu de uma tabela com Dirceu Lopes, e contou com a colaboração de Gatti, goleiro do River Plate, que falhou na hora de cortar o passe.

“É algo que me deixa muito feliz. Ter a honra de marcar o primeiro gol do Mineirão é algo fantástico. Gostaria de mandar um abraço a todos os mineiros. Estou em Brasília há muitos anos, mas as pessoas mais velhas sempre lembram do gol que eu marquei, nunca esperei que isso fosse marcar tanto a minha vida”, disse ao Superesportes.

No dia do feito, Buglê chegou a ser carregado pela torcida no hall de entrada do estádio. Volante de origem, ele teve um início promissor no Atlético. Em poucos meses, saiu das categorias de base e ficou três anos no profissional. Porém, a primeira ligação dele com o esporte foi no futebol de salão do Cruzeiro.

Em janeiro de 2010, em uma das últimas vezes em que esteve em Belo Horizonte, Buglê colocou os pés na 'Calçada da Fama' do Mineirão. (foto abaixo)

Para o ex-jogador, o Gigante da Pampulha fica à frente do Maracanã entre os principais estádios do país, pelo menos no quesito conforto. “Está entre os melhores. Acho que ele supera o Maracanã. Porque pode ser menor em capacidade de público, mas é melhor em qualidade”, completou.

Dono de uma vida simples em Brasília, Buglê destaca que o futebol no passado não rendia os mesmos frutos que o dos dias de hoje. Porém, ele não se abala por não ter acumulado riqueza nos tempos como jogador.

“Minha época como jogador não dava dinheiro. Sou acostumado com o futebol. Quando você está no auge, lembram de você. Depois te esquecem rapidamente. Mas isso faz parte”.

25/01/2010. Credito: Jorge Gontijo/EM/D.A Press


FICHA TÉCNICA

SELEÇÃO MINEIRA


Fábio; Canindé, Grapete, Bueno e Décio Teixeira; Buglê e Dirceu Lopes; Wilson Almeida (Geraldo depois Noventa), Silvestre (Jair Bala), Tostão e Tião.

Técnico: Gérson dos Santos

RIVER PLATE

Gatti; Sainz, Ramos Delgado, Grispo e Matosas; Capp (Varacka) e Sarnari; Cubilla (Sollares), Artime (Lallana), Delém e Más.

Técnico: José Curti

DATA: 05/09/1965

MOTIVO: Amistoso

GOL: Buglê - aos dois minutos do 2º tempo, para Seleção de Minas Gerais.

CARTÕES: Cartão vermelho Tião (Minas Gerais) e Sarnari (River Plate)

PÚBLICO: 73.201

RENDA: Cr$82.792.265

ÁRBITRO: Antônio Viug

AUXILIARES: Joaquim Gonçalves (MG) e Luis Pereira Filho (MG)

{'id_site': 1, 'imagem_destaque': 'ns1/app/foto_126510467054/2015/08/19/7205/20150819161921486526e.jpg', 'id_content': 3162892L, 'url': 'http://www.mg.superesportes.com.br/app/fotos/especiais/mineirao-50-anos/2015/08/19/galeria-mineirao50anos,7205/fotos-exclusivas-do-jogo-inaugural-do-mineirao-em-1965.shtml', 'titulo_destaque': 'Fotos exclusivas do jogo inaugural do Mineir\xe3o, em 1965', 'samesite': True, 'id_pk': 7205L, 'id_conteudo': 3162892L, 'id_aplicativo': 11, 'meta_type': 'foto', 'titulo': 'Fotos exclusivas do jogo inaugural do Mineir\xe3o, em 1965', 'id_treeapp': 1528, 'descricao_destaque': 'Sele\xe7\xe3o Mineira derrotou o River Plate-ARG por 1 a 0, com gol de Bugl\xea', 'schema': 'foto_126510467054'}

Tags: mineirão50anos especialmineirão50 mineirão mineirao 50 anos