RSS Twitter Contato

Minha Conta:

Esqueceu a senha?
  • (3) Comentários
  • Votação:

Diego Macedo, Zé Luís, Correa, Carlos Júnior, Eduardo: ex-alvinegros sumidos

Jogadores que passaram pelo Atlético e que sumiram no mundo da bola

Thiago de Castro - Superesportes

Publicação:

27/03/2012 10:30

 

Atualização:

27/03/2012 10:47

EM/D.A. Press

O Superesportes levantou o paradeiro de 11 jogadores que passaram pelo Atlético nos últimos anos. Confira na lista abaixo:

GALERIA RELEMBRA A PASSAGEM DOS JOGADORES PELA CIDADE DO GALO

Carini
Voltou para o seu país natal e defende as cores do tradicional Peñarol, onde é companheiro do também ex-atleticano João Pedro. Na carreira, tem grandes clubes no currículo, como Juventus e Inter de Milão. Também foi titular em Copa do Mundo pelo Uruguai.

Diego Macedo
Vive um drama na carreira. A indisciplina tem atrapalhado. Neste ano, jogava o Paulistão pela Linense. Depois de faltar a treinos, acabou dispensado do clube. Saiu do Galo em 2011 e defendeu Ceará e Bragatino, depois. Está sem clube.

Ricardo Martinez
Aposta de Ziza Valadares para a zaga de 2008. Fez apenas seis jogos pelo Galo, entre janeiro e abril. Depois, foi emprestado para o Gama. Hoje, está no Sol de América, do Paraguai.

Alex Bruno
Chegou ao Galo com a fama de ter sido campeão do mundo pelo São Paulo, mas não teve o seu investimento justificado, em 2009. Hoje, aos 29 anos, está no Paraná Clube.

Leandro
Aos 32 anos, está sem clube desde que deixou o Atlético. Mora no Rio de Janeiro. Como destaque da carreira, teve a temporada de 2003, pelo Cruzeiro.

Zé Luís
É o atual “cão de guarda” do Itumbiara, no Campeonato Goiano. No ano passado, defendeu o Vitória. O Itumbiara também tem no seu elenco o ex-cruzeirense Schwenck e o jovem Erick Flores, apontado como revelação do Flamengo.

Correa
Depois de boa temporada em 2009, não foi aproveitado por Luxemburgo no ano seguinte. Desde o ano passado, está de volta ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia.

Lenílson

Um dos camisas 10 do centenário do Atlético está na Linense, disputando o Paulistão. No ano passado, defendeu o Duque de Caxias.

Tchô
Grande aposta alvinegra das categorias de base ainda não vingou no profissional. Depois de passar pelo Marítimo, de Portugal, acertou com o Guaratinguetá, nesta temporada. Fez 85 jogos e seis gols pelo Galo.

Carlos Júnior
Foi levado em 2009 para o Galo por um empresário e o técnico Emerson Leão aprovou a sua contratação. Fez apenas dois jogos. No primeiro, dois gols contra o Itabaiana, na Copa do Brasil. No segundo, foi expulso contra o Rio Branco, no Mineiro. Nunca mais teve chances. Hoje, está no Canoas (RS). Também defendeu Serrano, da Bahia, e Rio Claro, de São Paulo.

Eduardo
Depois de fazer sucesso no São Caetano, assinou com o Partizan, da Sérvia. Foi revelado pelo Galo em 2007. Também defendeu Gaziantepspor, da Turquia, e Sport.

Comentar notícia

Verificando informações

Esta matéria tem:

(3) comentário(s)

Autor:

marcio muzzi


Erar é Humano mas só quando profissionalizarem as administrações dos clubes e acabar a mafia dos "empresarios" e dirigentes sem escrupulos acabarão as "promessas" como : Carinii, Tob, Bendelac, Catanha, etc, entre dezenas que sugaram os cofres dos clubes com apoio de dirigentes fajutos.
Autor:

rogerio maciel


A má gestão resume este tanto de jogador que passou pelo galo sem sucesso, como diego souza, daniel carvalho, richarlyson, dentre muitos outros. Os dois primeiros vem se apresentando bem nos seus atuais clubes devido a cobrança por parte dos clubes e imprensa.
Autor:

José Corrêa


Está na hora do Atlético ter mais paciência com seus jogadores, vejam por exemplo o André Santos que foi dispensado e depois chegou á seleção brasileira.

Blogs e Colunas