ATLÉTICO

Reservas do Atlético ficam no 0 a 0 com o Guarani, em Divinópolis, pelo Mineiro 2016

Jogo teve nível técnico baixo e poucas oportunidades de gol para as equipes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 13/02/2016 19:00 / atualizado em 13/02/2016 19:30

Redação /Superesportes

Bruno Cantini/ Atlético

A quatro dias da estreia na Copa Libertadores, o Atlético mandou a campo, neste sábado, um time reserva para encarar o Guarani, em Divinópolis, pelo Campeonato Mineiro 2016. O jogo esteve longe de levar emoções ao torcedor. Com poucas chances, os dois times não conseguiram sair do 0 a 0, no estádio Farião. O Galo segue na liderança, mas pode perder a posição neste domingo.

Agora, as atenções no Atlético estão todas voltadas para a Libertadores. Neste domingo, a delegação embarca para o Peru, onde enfrenta, na quarta-feira, o Melgar, pela primeira rodada do Grupo 5.

O Jogo

Muito calor em Divinópolis. Muito choque entre os jogadores. Pouco futebol. Não faltaram obstáculos para Atlético e Guarani tentarem jogar bola no Farião.

Os reservas do Galo mostraram pouco entrosamento e nenhuma criatividade. Foram raras as chances de gol no primeiro tempo. O ataque leve, formado por Henrique e Pablo, sofreu para segurar a bola frente à disputa física em campo.

Sem lances de emoção, acabou chamando a atenção o fato de dois jogadores do Atlético, Gabriel e Henrique, entrarem em campo com camisas que traziam o antigo patrocinador máster do clube - a troca pelo uniforme com o novo parceiro foi feita na parada técnica.

Os donos da casa atacaram mais, mas sem grande perigo. Além disso, não pouparam força nas divididas. As marcações da arbitragem deixaram os jogadores do time de Divinópolis nervosos.

No final do primeiro tempo, o Atlético teve duas boas chances com Dodô. A primeira, depois de uma bobeada do zagueiro Lula. A segunda, após uma tabela. Ambas finalizadas para fora.

Os 45 minutos finais também foram de nível técnico baixo. O Galo passou a fazer faltas mais duras. O Guarani teve as chances. Aos sete minutos, Júnior Barros pegou a sobra, não chutou sem direção. Aos 24, Jonathan recebeu na área e exigiu grande defesa de Giovanni. O Atlético só assustou aos 37 e aos 43 minutos, com Edcarlos, de cabeça.

{'id_site': 1, 'imagem_destaque': 'ns1/app/foto_126510467054/2016/02/13/7724/20160213173756175904i.jpg', 'id_content': 3248687L, 'url': 'http://www.mg.superesportes.com.br/app/fotos/futebol/atletico-mg/2016/02/13/galeria_atletico_mg,7724/fotos-de-guarani-x-atletico-em-divinopolis.shtml', 'titulo_destaque': 'Fotos de Guarani x Atl\xe9tico, em Divin\xf3polis', 'id_pk': 7724L, 'id_conteudo': 3248687L, 'id_aplicativo': 11, 'meta_type': 'foto', 'titulo': 'Fotos de Guarani x Atl\xe9tico, em Divin\xf3polis', 'id_treeapp': 144, 'descricao_destaque': 'Jogo v\xe1lido pelo Campeonato Mineiro', 'schema': 'foto_126510467054'}

GUARANI X ATLÉTICO

Guarani
Leandro; Felipe Cordeiro, Lula, Murilo e Iago; Renan Silva (Denilson), Genalvo, Felipe Caldeira e Jonathan (Romário), Carlos Renato e Marcus Vinícius (Júnior Barros). Técnico: Ricardo Leão

Atlético
Giovanni; Carlos César, Edcarlos, Erazo e Mansur; Gabriel, Eduardo, Lucas Cândido e Dodô; Henrique (Yago) e Pablo (Renan). Técnico: Diego Aguirre

Motivo: 3ª rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Farião, em Divinópolis
Data: 13 de fevereiro de 2016

Árbitro: Gabriel Murta Barbosa Maciel
Assistentes: Sidimar dos Santos Meurer e Augusto Magno Ramos

Cartão amarelo:
Murilo, Felipe Cordeiro, Lula (GUA); Henrique, Gabriel (ATL)