Atlético

ATLÉTICO

Números na temporada e avaliação de Roger: o momento de Robinho no Atlético

Atacante do Galo tem sentido a sequência de jogos no ano

postado em 19/06/2017 13:29 / atualizado em 19/06/2017 15:05

BRUNO CANTINI / ATLÉTICO

O torcedor do Atlético tem sentido falta de um Robinho mais decisivo em 2017. O experiente jogador, de 33 anos, marcou um dos gols da vitória sobre o Cruzeiro, por 2 a 1, na finalíssima do Campeonato Mineiro, garantindo a taça do Estadual. Mas, apesar deste bom momento na decisão contra o rival, o rendimento dele ainda está aquém do que poderia ser.  

O próprio técnico Roger Machado admite que o ex-craque do Real Madrid poderia ter atuações mais efetivas se fosse poupado de algumas partidas. Robinho estreou em 2017 na partida contra o América, em 19 de fevereiro. Uma lesão o tirou dos primeiros jogos do clube na temporada. Desde que voltou, o atacante já disputou 24 partidas das 29 cumpridas pelo Galo neste período.

“Coletivamente, ele (Robinho) foi importante. Talvez, tecnicamente, não foi o melhor dia. Vou falar novamente. O Robinho tem 33 anos. Dois meses, quarta e domingo, quarta e domingo. Se nós estivéssemos em outro momento, certamente teríamos descansado o Robinho de um jogo. Mas a gente está apertado na tabela, e acaba abrindo mão disso. O ideal seria ter o Léo Silva à disposição hoje contra o São Paulo, não no jogo passado. Mas pela necessidade, ele já estava curado, mas sem acúmulo de treino, tive de usá-lo, de uma certa forma, correr um risco. Me preocupa, mas a gente sabe o motivo. Na medida do possível poder descansar o Robinho para ele render o que tem de melhor", disse Roger Machado, após a vitória do Galo sobre o São Paulo (2 a 1), no Morumbi.

Robinho, de fato, parece ter sentido a sequência de jogos. Contra o São Paulo, neste domingo, o atacante esteve apagado em campo, sendo substituído por Luan no segundo tempo. Dos sete jogos no Brasileiro que fez, foi sacado do time no decorrer de cinco (Flamengo, Ponte Preta, Palmeiras, Avaí e São Paulo). Ele foi poupado de uma partida do Brasileirão, contra o Fluminense, na segunda rodada. Marcou apenas um gol no Nacional, contra a Ponte Preta. No geral, não tem se sobressaído em campo. Isso, de certa forma, evidencia o momento dele: cansado e abaixo do que pode.

Mas não é só Robinho. No geral, o ataque do Atlético não vinha rendendo no Brasileiro - a vitória sobre o São Paulo, de certa forma, mudou isso. O Superesportes mostrou que, apesar de badalado, o setor ofensivo do Galo tinha os piores números do clube na era dos pontos corridos (clique e leia a matéria).

Robinho em 2017

Libertadores: 5 jogos
Brasileirão: 7 jogos
Copa do Brasil: 2 jogos
Campeonato Mineiro: 10 jogos
Total: 24 jogos

7 gols

1 no Campeonato Brasileiro
1 na Copa do Brasil
3 no Campeonato Mineiro
2 na Copa Libertadores

Tags: seriea mercadobola interiormg robinho atlético rendimento 2017 galo