Cruzeiro

CRUZEIRO

Sassá se redime de pênalti perdido e faz dois, mas Cruzeiro cai de virada para o São Paulo

Raposa perdeu para o Tricolor por 3 a 2 na manhã deste domingo, no Morumbi

postado em 13/08/2017 13:01 / atualizado em 13/08/2017 15:54

Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro
O atacante Sassá tinha tudo para ir do inferno ao céu. No primeiro tempo, desperdiçou uma cobrança de pênalti e viu o Cruzeiro sair em desvantagem diante do São Paulo. Na etapa final, recuperou-se com dois gols que garantiram a virada parcial. Só que o Tricolor, empurrado por sua torcida, passou novamente à frente. Marcou com o zagueiro Arboleda e o armador Hernanes – responsável pelo primeiro tento do clube paulista – e ganhou por 3 a 2 o confronto válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, na manhã deste domingo, no Morumbi.

Com o resultado, o Cruzeiro continua sem embalar no Brasileiro, a exemplo do que ocorreu no turno. Sétimo colocado, com 27 pontos, o time pode perder até quatro posições dependendo da combinação de resultados do encerramento da rodada. O São Paulo, por sua vez, respira na Série A, pulando para o 16º lugar, com 22 pontos. A equipe de Dorival Júnior agora torce para que o rival Corinthians ganhe da Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó. Essa partida ocorrerá apenas no dia 23 de agosto, às 19h30.

O Cruzeiro agora se concentra exclusivamente na Copa do Brasil. Na quarta-feira, às 21h45, o time estará em Porto Alegre para enfrentar o Grêmio pelo jogo de ida das semifinais. O confronto de volta acontecerá uma semana depois, no mesmo horário, no Mineirão. No intervalo desses duelos haverá o encontro com o Sport, domingo que vem, às 16h, em Belo Horizonte, pela 21ª rodada do Brasileiro.


Pênalti perdido e gol nos acréscimos

Com escalação alternativa, o Cruzeiro se comportou bem no Morumbi. Defensivamente, mostrou segurança com a dupla de zaga formada por Leo e o estreante Digão. Na parte ofensiva deixou um pouco a desejar, já que não chutou tantas vezes ao gol de Renan Ribeiro na etapa inicial. Ainda assim teve a melhor oportunidade, aos 12min. Sassá recebeu passe em profundidade de Rafael Sobis e foi derrubado na grande área pelo goleiro Renan Ribeiro. Pênalti. O próprio atacante se encarregou da cobrança. Fez cera, demorou a correr para a bola e, quando resolveu bater, acertou a trave direita. O camisa 99 cruzeirense ainda funcionou como “zagueiro” do São Paulo aos 32min, pois desviou a finalização de Robinho que ia em direção à meta.

Como se não bastasse a falta de capricho no ataque, a Raposa foi castigada em uma das poucas falhas que cometeu na primeira parte. Depois de erro de passe de Nonoca, o lateral-direito Ezequiel cometeu falta no meia Marcos Guilherme. Hernanes, que até então não havia tocado direito na bola, foi o responsável por mandar a redonda no ângulo direito de Rafael, aos 46min. Para a alegria da multidão tricolor no Morumbi, o São Paulo fazia 1 a 0 e deixava momentaneamente a zona de rebaixamento do Brasileiro.

Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro

Duas viradas em jogo movimentado

No intervalo da partida, Sassá concedeu entrevista ao canal Premiere e falou sobre o pênalti perdido. Nas palavras do jogador, a promessa de que daria a volta por cima depois do intervalo. “Minha característica é para tentar deslocar o goleiro, mas infelizmente a bola não saiu do jeito que eu queria. Quem me acompanha, sabe que eu trabalho bastante durante a semana. Isso não influencia em nada em mim, ainda tem o segundo tempo pela frente”.

Os equívocos do primeiro tempo mexeram com o brio de Sassá. Para a etapa complementar, ele se transformou. Aos 5min, ficou atento à disputa de bola entre Digão e Arboleda e virou um belo voleio para empatar: 1 a 1. Aos 11min, desarmou Rodrigo Caio, zagueiro da Seleção Brasileira, e concluiu na saída de Renan Ribeiro: 2 a 1. O placar poderia ser ampliado aos 24min. Robinho, por duas vezes, assustou o São Paulo. Na primeira, chutou colocado de fora da área e obrigou o goleiro a espalmar. Na segunda, limpou Rodrigo Caio e poderia até rolar a redonda para Alisson, mas arrematou prensado em Ribeiro.

A resposta do São Paulo foi imediata. Em escanteio cobrado por Hernanes, o equatoriano Arboleda subiu mais que Hudson e deixou tudo igual, aos 25min: 2 a 2. Dez minutos depois, veio a virada são-paulina. Gilberto tabelou com Lucas Pratto e trombou com Ezequiel. O árbitro Rafael Traci marcou pênalti e gerou grande revolta por parte dos cruzeirenses. Hernanes bateu no canto esquerdo, Rafael pulou para o direito, e o São Paulo fez 3 a 2. O técnico Mano Menezes até tentou gás novo ao colocar Thiago Neves e Rafinha, mas o Cruzeiro não conseguiu a reação. Nos acréscimos, o zagueiro Digão ainda levou cartão vermelho ao "matar" dois contra-ataques consecutivos do adversário.

SÃO PAULO 3X2 CRUZEIRO

SÃO PAULO
Renan Ribeiro; Buffarini (Gilberto, aos 20min do 2ºT), Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Militão (Jucilei, no intervalo), Petros (Denílson, aos 20min do 2ºT), Hernanes e Marcos Guilherme; Marcinho e Lucas Pratto
Técnico: Dorival Júnior

CRUZEIRO
Rafael; Ezequiel (Rafinha, aos 41min do 2ºT), Leo, Digão e Bryan; Hudson (Henrique, aos 28min do 2ºT) e Nonoca (Thiago Neves, aos 39min do 2ºT); Rafael Sobis, Robinho e Alisson; Sassá
Técnico: Mano Menezes

Gols: Hernanes, aos 46min do 1ºT e aos 36min do 2ºT. Arboleda, aos 26min do 2ºT (SPFC); Sassá, aos 5min e aos 11min do 2ºT (CRU)
Cartões amarelos: Lugano, aos 47min do 1ºT. Lucas Pratto, aos 28min do 2ºT (SPFC); Leo, aos 47min do 1ºT. Ezequiel e Bryan, aos 35min, Digão, aos 51min do 2ºT (CRU)
Cartões vermelhos: Lucas Pratto, aos 47min do 2ºT (SPFC); Digão, aos 52min do 2ºT (CRU)
Motivo: 20ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Morumbi
Data: domingo, 13 de agosto de 2017
Árbitro: Rafael Traci (PR/CBF)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR/CBF) e Pedro Martinelli Christino (PR/CBF)
Assistentes adicionais: Adriano Milczvski (PR/CBF) e Edina Alves Batista (PR/FIFA)
Público: 56.052
Renda: 1.623.971,00

Tags: morumbi hernanes cruzeiro sassá virada saopaulosp futnacional seriea interiormg