Cruzeiro

CRUZEIRO

'Quem está criando turbulência é a mídia', diz Serginho, integrante do grupo de transição da nova diretoria do Cruzeiro

Comentarista da Alterosa é da estrita confiança de Wagner Pires de Sá

postado em 08/10/2017 19:38 / atualizado em 08/10/2017 20:19

EULER JÚNIOR / EM DA PRESS

Serginho foi um grande apoiador da campanha de Wagner Pires de Sá. Ao lado de Itair Machado, o membro do programa Alterosa Esporte participou de toda coordenação do projeto da chapa União para a eleição ocorrida no dia 2 de outubro. Homem de confiança de Wagner, Serginho comentou, em entrevista ao Superesportes, o momento político do clube. Segundo ele, a turbulência está sendo criada e alimentada pela imprensa.

“Não tem turbulência nenhuma. Quem está criando turbulência é a mídia. As mudanças são normais. Tem que ter mudança mesmo, e ainda virão outras. Colocamos o Marco Antônio Lage, profissional com muita experiência. No futebol, saiu o Vicintin e entrou o Itair. Crise só na mídia. No Cruzeiro, tudo tranquilo”, disse Serginho.

“Crise tem é no nosso adversário. Perderam a Primeira Liga para um time de Série B, estão com risco de rebaixamento, não vencem um Campeonato Brasileiro desde 1971. O problema está lá”, acrescentou o comentarista.

Serginho deve assumir um cargo administrativo no Cruzeiro. Ele, inclusive, participa do grupo de transição entre as diretorias de Gilvan de Pinho Tavares e Wagner Pires de Sá, assim como os diretores Marcone Barbosa e Fabiano de Oliveira Costa e os vices Hermínio Francisco Lemos e Ronaldo Granata e Itair Machado. Itair não participará das primeiras reuniões, pois já tinha agendado uma viagem com a família.

Embora o grupo do presidente eleito tente mostrar normalidade, o Cruzeiro vive um momento de agitação após o pleito de outubro. O vice de futebol Bruno Vicintin deixou o clube sugerindo traição. O ex-presidente Zezé Perrella disse que o Cruzeiro está sem comando. Já o sentimento entre os jogadores é de apreensão com as mudanças.

Tags: política eleição cruzeiro serginho