Minha Conta:

Esqueceu a senha?
  • (0) Comentários
  • Votação:

Especial

Artilheiro do Espanhol, C. Ronaldo soma mais gols que ataques de Galo e Raposa

Português já marcou 27 gols em 22 partidas pelo Campeonato Espanhol, número maior que os gols marcados pelos atacantes de Cruzeiro e Atlético no Brasileiro'2011

Thiago Madureira - Superesportes

Publicação:

17/02/2012 15:00

 

Atualização:

17/02/2012 16:22

REUTERS/Sergio Perez
Cristiano Ronaldo: artilheiro já foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2008


Em apenas 22 partidas, Cristiano Ronaldo já marcou 27 gols pelo Real Madrid no Campeonato Espanhol, quarta maior média da história: 1,22. Artilheiro isolado do torneio, o gajo aparece quatro gols à frente do argentino Messi, do Barcelona, com 23. Entre todos os grandes torneios nacionais da Europa, os números do português são soberanos: no Inglês, Van Persie, do Arsenal, fez 22 gols (média de 0,88 gol por partida); Di Natali marcou 17 pela Udinese, no Italiano (média de 0,77); e, na Alemanha, Mário Gómez anotou 18 pelo Bayern de Munique (média: 0,9).

Comparado ao desempenho dos atacantes de Cruzeiro e Atlético no Campeonato Brasileiro de 2011, Cristiano Ronaldo tem mais gols do que todos os jogadores de frente dos rivais mineiros somados separadamente.

Os oito atacantes do Cruzeiro fizeram 24 gols em todo Brasileiro'2011. O artilheiro do time, Anselmo Ramon, marcou dez gols. Em seguida, Wallyson fez quatro. Farías, Keirrison, Ortigoza e Wellington Paulista balançaram as redes duas vezes e Bobô e Thiago Ribeiro, uma.

REUTERS/Sergio Perez
22 gol em 27 partidas
Com um dos piores setores ofensivos do último Nacional, o clube celeste vendeu Thiago Ribeiro, em boa fase, ainda no início da competição. Titular absoluto, Wallyson, machucado, perdeu todo o segundo turno. Wellington Paulista, que começa bem 2012, foi emprestado, voltou e não rendeu o esperado. Farías, Keirrison, Ortigozza e Bobô tiveram atuações discretas.

O ataque atleticano teve o mesmo desempenho cruzeirense: 24 gols. André e Magno Alves fizeram sete gols cada. Neto Berola marcou quatro. Com dois gols ficaram Guilherme e Jônatas Obina. Wesley e Marquinhos Cambalhota balançaram as redes apenas uma vez.

As apostas feitas pela diretoria alvinegra para o ataque não renderam o esperado no ano passado. Guilherme, que estava no Leste Europeu, não se readaptou rapidamente ao futebol brasileiro. Marquinhos Cambalhota, Jônatas Obina e Wesley, quando entraram, ficaram aquém do esperado pela torcida.

Recordes à vista

Rotulado como presepeiro e marqueteiro pelos críticos, Cristiano Ronaldo sempre respondeu dentro de campo com gols. Nesta temporada, o atacante português pode quebrar uma escrita que já perdura por 24 anos. Desde a temporada 1986/87 e 1987/88, o Campeonato Espanhol não tem o mesmo artilheiro em edições consecutivas. O último a conseguir essa façanha foi o mexicano Hugo Sánchez, um dos maiores atacantes da história do Real Madrid. Sánchez foi o maior goleador em quatro campeonatos seguidos, de 1984/85 a 1987/88.

Se mantiver a média de gols, Cristiano Ronaldo chegará a 46 gols ao fim do Campeonato Espanhol e irá superar um recorde que lhe pertence: maior número de gols em uma edição do Espanhol: 41, em 2010/2011.

Gols dos atacantes de Cruzeiro e Atlético no Brasileiro'2011

Atacantes do Cruzeiro: 24 gols
10 gols – Anselmo Ramon
4 gols – Wallyson
2 gols – Farías, Keirrison, Ortigoza e Wellington Paulista
1 gol – Bobô e Thiago Ribeiro
 
Atacantes do Atlético: 24 gols
7 gols – André e Magno Alves
4 gols – Neto Berola
2 gols – Guilherme , Jônatas Obina
1 gol - Marquinhos Cambalhota e Wesley

Comentar notícia

Verificando informações

Esta matéria tem:

(0) comentário(s)

Não existem comentários ainda


Blogs e Colunas