BOA ESPORTE

Goleiro Bruno é assediado em jogo do Boa e vibra com vitória por 2 a 0 pelo Módulo II

Na chegada ao Estádio Dilzon Melo, goleiro tirou fotos com torcedores

postado em 15/03/2017 22:14 / atualizado em 15/03/2017 22:34


Paulo Henrique Lobato
Enviado especial

Varginha - Recém-contratado pelo Boa Esporte, o goleiro Bruno, de 32 anos, passou no primeiro teste. Ele foi bastante assediado pelos torcedores bovetas, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Municipal Dilzon Melo (Melão), em Varginha, onde os companheiros do novo time vencerem o Araxá por 2 a 0 pelo Módulo II do Campeonato Mineiro.

Foi a primeira vez que Bruno assistiu a um jogo oficial desde julho de 2010, quando preso por participação na morte de Eliza Samudio. Condenado a 22 anos e 3 meses de prisão, o goleiro foi posto em liberdade, em 24 de fevereiro passado, por liminar concedida pelo Supremo Tribunal.Federal (STF).

O arqueiro recebeu o carinho do público logo na chegada, mas não teve o nome gritado pela torcida durante a partida. Tirou selfies e deu autógrafos. Entrou no estádio com a camisa do Boa na companhia de diretores e de uma equipe da Inglaterra que faz um documentário sobre o goleiro. Chegou pelo portão principal e fez questão de apertar as mãos de funcionários.

Bruno assistiu à partida num espaço preparado pela diretoria, na arquibancada. Ao seu lado, apenas as pessoas mais próximas. De lá, ficou de pé durante o hino nacional. O primeiro gol saiu aos 35 minutos. Depois de uma confusão na área, o ponta-direita Daniel empurrou a bola para as redes. Bruno comemorou, erguendo as duas mãos. Dez minutos depois, viu Caio, o camisa 9, entrar como um furacão pela direita: 2 a 0. Bruno voltou a levantar os braços. Apenas 935 torcedores compareceram ao jogo.






Tags: futnacional goleiro bruno boaesporte atleticomg flamengorj interiormg boa esporte