Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro informa que não exercerá compra de direitos econômicos de Dodô

Diretoria celeste já informou à Sampdoria que não ficará com o jogador

postado em 10/01/2020 10:19 / atualizado em 10/01/2020 11:56

(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

O lateral-esquerdo Dodô é mais um a deixar o Cruzeiro. Em dificuldades financeiras, o clube celeste não exercerá o direito de compra do jogador, que tem contrato com a Sampdoria, da Itália, até junho. Desta forma, o atleta de 27 anos não seguirá treinando na Toca II e está livre para procurar outro clube. O Internacional é um possível destino.

Com as saídas de Dodô e Egídio, o técnico Adilson Batista conta com dois jogadores para a lateral esquerda: o jovem Rafael Santos, de 21 anos, e Marcelo Hermes, que voltou de empréstimo do Goiás. Em dezembro, com Márcio Rodrigues na vice-presidência de futebol, a Raposa chegou a sondar João Lucas, do Ceará, mas a consulta não avançou.

Dodô foi contratado pelo Cruzeiro com status de grande reforço. Ele havia feito boa temporada pelo Santos, em 2018, além de acumular experiência positiva na Itália: Roma, Internazionale e Sampdoria. À época de sua apresentação, em 24 de janeiro, o então vice-presidente de futebol Itair Machado divulgou os moldes do negócio: 200 mil euros (R$ 850 mil) pagos aos italianos pelo empréstimo de um ano e 300 mil euros (R$ 1,28 milhão) pela compra de 90% dos direitos.

A renovação de Dodô até dezembro de 2023 seria automática, desde que ele disputasse três partidas ou o time atingisse 15 pontos no Campeonato Brasileiro. O clube celeste ainda arcaria, de maneira parcelada, com o valor que o atleta deveria receber da Sampdoria entre janeiro e junho de 2020. Por se tratar de parte salarial, as cifras não foram divulgadas.
 
O momento mais marcante de Dodô pelo Cruzeiro foi um belo gol marcado de fora da área na vitória por 4 a 0 sobre o Huracán, dia 10 de abril, no Mineirão, pela fase de grupos da Copa Libertadores. No mais, viveu altos e baixos e não conseguiu convencer a torcida de que seria um bom concorrente para o também questionado Egídio.
 
Como caiu para a Série B ao terminar o Campeonato Brasileiro em 17º lugar, com 36 pontos, o Cruzeiro buscou entendimento para não exercer a obrigação de compra junto à Sampdoria. Assim, Dodô fica livre para negociar com outros clubes. 
 
Além de Dodô, o Cruzeiro oficializou as saídas de Henrique e Egídio (Fluminense), Marquinhos Gabriel (Athletico-PR), Jadson, (Bahia), Pedro Rocha (Spartak Moscou-RUS, depois Flamengo) e Ezequiel (Botafogo, depois Sanfrecce Hiroshima-JAP). O zagueiro Fabrício Bruno, o volante Éderson e o atacante David entraram na Justiça solicitando rescisões de contrato por causa de atrasos em salários, direitos de imagem, 13º, férias e FGTS.

Tags: cruzeiro sampdoria dodô serieb interiormg futinternacional mercadobola