Presidente crê no acesso do Cruzeiro e pede tempo para Mozart encaixar time

Sérgio Rodrigues acredita que equipe vai se recuperar na Série B

07/07/2021 22:43 / atualizado em 07/07/2021 23:17
compartilhe
Mozart Santos conta com o respaldo do presidente Sérgio Rodrigues
foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Mozart Santos conta com o respaldo do presidente Sérgio Rodrigues


Passadas 10 rodadas na Série B, o Cruzeiro contabilizou somente 10 pontos (33,33% de aproveitamento) e estacionou na segunda metade da classificação, em 13º lugar. Apesar de admitir frustração pelo começo nada animador, o presidente Sérgio Santos Rodrigues confia que a equipe vai se recuperar no decorrer do campeonato e lutará pelo acesso. O CRB, atual 4º colocado, soma 17 pontos. O líder Náutico tem 21.


“Se eu falar que estou com gosto de ver, óbvio que não estou. Ninguém está. Eu estou incomodado, assim como os jogadores, o Mozart, a diretoria de futebol, o Pastana. Claro que a gente sabe que precisa e que vai melhorar, mas como falei antes: não adianta iludir e dizer que vamos trazer jogadores (de peso), não vamos. A gente acredita sim que com tempo para poder treinar e trabalhar, com os reforços que chegaram, a gente confia sim no caráter do grupo, nas pessoas que estão ali e em um bom trabalho para subir sim”.

Sérgio citou como exemplo o trabalho do técnico Mozart e do diretor executivo de futebol Rodrigo Pastana no CSA, em 2020. Em 28 jogos na Série B, o time alagoano ganhou 13, empatou nove e perdeu apenas seis, saindo da zona de rebaixamento e chegando à última rodada brigando pelo acesso à primeira divisão. 

“Ressalto sempre que esse trabalho que foi feito no ano passado pelo Mozart e pelo Pastana em uma situação muito mais adversa no CSA, que saiu da zona de rebaixamento em uma fase mais avançada do campeonato e chegou ao quinto lugar na última rodada com chances de subir”, frisou.

“A gente acredita sim na força do elenco, que vamos melhorar com esses atletas voltando, o Moreno volta da seleção, os que estavam afastados e de repente voltam jogando bem, como o Lucas Ventura, as pessoas que estão voltando de lesão, o Rhodolfo e o Wellington Nem, que faltam estrear, todos juntos com esse elenco forte vamos caminhar de forma positiva”, complementou.


Quanto ao treinador, Sérgio ressaltou que o Cruzeiro colherá frutos tão logo Mozart encaixar o melhor esquema tático (dois ou três zagueiros). “Ele vai se adequar quando conseguir treinar com calma. Além de treinar, precisa ter o elenco à disposição. Confiamos no elenco, vamos seguir com ele até o fim e temos convicção de que com muito trabalho e dedicação as coisas vão se resolver melhor para atingirmos o nosso objetivo”.

Mozart Santos assumiu o comando do Cruzeiro há quase um mês, após a demissão de Felipe Conceição em razão da eliminação para a Juazeirense, da Bahia, na terceira fase da Copa do Brasil. Desde então, a equipe ganhou duas partidas, empatou quatro e perdeu duas (41,6% de aproveitamento). A Raposa volta a campo contra o Botafogo, às 16h30 de sábado, no Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 11ª rodada da Série B.

Compartilhe