Cruzeiro perde invencibilidade com Luxemburgo e no segundo turno da Série B

Virada sofrida diante do CSA deixou Raposa mais longe do acesso

26/09/2021 18:09 / atualizado em 26/09/2021 19:45
compartilhe
Cruzeiro saiu na frente, mas levou a virada do CSA no Independência e se complicou na Série B
foto: Alexandre Guzanshe/EM/DAPress

Cruzeiro saiu na frente, mas levou a virada do CSA no Independência e se complicou na Série B


Com a derrota para o CSA, por 2 a 1, de virada, neste domingo, no Independência, o Cruzeiro perdeu a invencibilidade sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo e também no returno da Série B do Brasileiro. Até então, o time celeste era o único que não perdera no segundo turno da competição. 



O Cruzeiro vinha de seis jogos sem derrota no segundo turno, com duas vitórias e quatro empates. No total, foram 12 confrontos sem perder (oito igualdades e quatro triunfos). A derrota para o CSA, que marcou a volta da torcida ao Independência, esfriou os ânimos da Raposa, que contava com os três pontos para não se distanciar do acesso, o que ficou ainda mais difícil depois da virada em casa. 

Com o revés de virada, o Cruzeiro parou nos 31 pontos e ocupa o 13º lugar na Série B. O time celeste está a 13 do CRB, o último integrante do grupo de acesso, o G-4, que tem ainda Coritiba, Goiás e Botafogo. Para manter esperança de retornar à elite, a Raposa precisa de campanha perfeita, mas agora terá 12 partidas para alcançar o objetivo. 
 
Pelo segundo ano consecutivo, o Cruzeiro repetiu erros no início da competição nacional. No primeiro turno, a equipe teve aproveitamento de apenas 36,8% - foram 21 pontos em 19 jogos. Antes da chegada de Luxemburgo, que assumiu o clube na 16ª rodada, a Raposa havia  somado apenas 13 pontos em 15 jogos sob comando de Felipe Conceição e depois Mozart.

Cruzeiro x CSA: fotos do jogo pela 26ª rodada da Série B




Compartilhe