Felipe Augusto explica insucesso do Cruzeiro na Série B e comenta futuro

Atacante deve ser improvisado na lateral esquerda contra o Remo

27/10/2021 18:00 / atualizado em 27/10/2021 18:24
compartilhe
Felipe Augusto marcou cinco gols e deu três assistências em 38 jogos pelo Cruzeiro na temporada 2021
foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Felipe Augusto marcou cinco gols e deu três assistências em 38 jogos pelo Cruzeiro na temporada 2021


O atacante Felipe Augusto explicou as razões para o insucesso do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro. Segundo ele, o desempenho ruim no turno, em que o time foi o 14º colocado, com 21 pontos em 19 rodadas, inviabilizou a briga pelo acesso à Primeira Divisão.

“Nosso início da Série B não foi tão bom. Oscilamos muito no primeiro turno e não fomos consistentes. Acabou que o segundo turno ficou pesado para a gente correr atrás”, opinou.

Considerando somente o returno, a Raposa somou 18 pontos - dois a menos que o Avaí, dono da quarta melhor campanha. Só que o crescimento com Vanderlei Luxemburgo, no comando desde a 16ª rodada, acabou ofuscado pelo mau desempenho na primeira metade da competição (Felipe Conceição e Mozart Santos).

“Desde quando o professor Luxemburgo chegou, a gente tem conseguido fazer bons jogos e somar pontos importantes, mas pelo primeiro turno não tão bom, esse momento agora com o professor Luxemburgo acabou não sendo suficiente”, complementou o jogador.

Todavia, segundo Felipe Augusto, a equipe lutará pelo acesso enquanto houver chance - 0,016%, de acordo com o Departamento de Matemática da UFMG. “Sabemos que a cada rodada fica mais difícil, com menos possibilidades, mas sempre vamos buscar o melhor para o Cruzeiro”.

Tempo de contrato dos jogadores do Cruzeiro


Salários atrasados e futuro


Perguntado se o Cruzeiro havia cumprido o combinado de quitar os salários atrasados, Felipe Augusto ressaltou que a direção “está correndo atrás e se esforçando para ajustar isso”. Quanto às pretensões para 2022, ele destacou o desejo de continuar no clube com o qual tem contrato até dezembro de 2021.

“Todo jogador quer jogar no Cruzeiro. Quem não está aqui, quer vir para o Cruzeiro. E quem está aqui, quer dar sequência. Ainda não foi conversado nada, mas o interesse sempre existe. Temos que mostrar trabalho dentro de campo”.

Jogo contra o Remo


Sem Matheus Pereira, com lesão no cotovelo direito, o Cruzeiro deve ter Augusto na lateral esquerda no jogo contra o Remo, às 21h30 desta quinta-feira, no Independência, pela 32ª rodada da Série B. Outro atleta da posição, Jean Victor foi submetido recentemente a um tratamento oftalmológico.

Habituado à função de ala, Felipe se prontificou a ajudar o técnico Vanderlei Luxemburgo do jeito que for necessário. “É uma posição em que acabei me adaptando rápido e estou à disposição do professor para ajudar onde ele quiser me colocar”.

O camisa 22 também chamou a atenção para o risco de rebaixamento ainda existente - 2,7%, nas contas da UFMG. “Sempre olhamos para cima, mas precisamos tomar cuidado com a pontuação a ser feita para não correr nenhum tipo de risco. Queremos vencer o máximo de jogo que pudermos”.

O Cruzeiro é o 12º da Série B, com 39 pontos, enquanto o Remo está em 13º, com 38. O G4 tem o Coritiba em 1º (58), o Botafogo em 2º (56), o Avaí em 3º (53) e o Goiás em 4º (53). Já o Z4 conta com o 17º Londrina (32), o 18º Vitória (32), o 19º Confiança (31) e o 20º Brasil de Pelotas (20).

Reforços contratados pelo Cruzeiro em 2021


Compartilhe