CAMPEONATO MINEIRO

FMF confirma jogos após recomendação de órgãos para paralisar o Mineiro

Adriano Aro se diz surpreso com documento recebido pela entidade

postado em 09/04/2021 19:08

(Foto: Juarez Rodrigues/EM/DAPress)

Depois da recomendação dos Ministérios Públicos de Minas, Federal e do Trabalho, além da Defensoria Pública da União para paralisar o Campeonato Mineiro por causa da pandemia, o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro, confirmou os jogos da nona rodada, que tem como atração o clássico entre Cruzeiro e Atlético, neste domingo, às 16h, no Mineirão. O dirigente se mostrou surpreso com a medida e disse que sempre apostou no diálogo a fim de seguir as determinações do governo estadual e dos municipios para que a competição prossiga dentro dos protocolos de segurança. 

Em entrevista à Rádio Itatiaia, Adriano Aro disse que o próprio governo de Minas concordou com a retomada do campeonato, após uma pausa de dez dias. "Confesso que nós recebemos com muita surpresa esse comunicado, uma vez que a federação sempre buscou o diálogo com todas as autoridades, com todos os envolvidos e todos os órgãos técnicos. A federação sempre seguiu as determinações legais”, ressaltou.

“A Federação Mineira esteve em constante diálogo com o COES (Centro de Operações de Emergência em Saúde), que é o comitê extraordinário para o combate à pandemia. Comitê esse que, inclusive, tem o assento do Ministério Público Estadual. Quando a federação teve uma sinalização positiva lá atrás do comitê (em reunião em junho de 2020) de que poderia seguir com as partidas executando o protocolo sanitário, a FMF acreditava que contava com o aval não apenas do governo do estado, mas também do próprio Ministério Público”, acrescentou.

Adriano Aro pretende ter acesso aos documentos dos órgãos que recomendaram a paralisação do Mineiro. As entidades apontaram que os níveis de disseminação do novo coronavírus estão 'alarmantes' nas últimas semanas. Além disso, apresentaram dados divulgados pela imprensa registrando 320 casos de COVID-19 entre atletas e equipes técnicas durante a Série A do Campeonato Brasileiro de 2020, bem como sucessivos surtos nos clubes de futebol ao longo da competição. 

Com essas informações, os órgãos expediram documento recomendando a FMF a paralisar o Mineiro. Eles apontam 'insuficiência dos protocolos e medidas apostadas pela CBF e pelas Federações para evitar o contágio dos profissionais envolvidos na competição'.

Acesso a dados


Adriano Aro pediu o acesso a esses documentos e espera ser atendido. Ele não descartou seguir qualquer tipo de recomendação para paralisar o campeonato, caso haja alguma informação nova ou diferente das que a FMF possui sobre os protocolos de segurança e os dados sobre a pandemia de COVID-19 no futebol. 

“Precisamos ter acesso a esse documento que embasa a manifestação do Ministério Público justamente para averiguar se há alguma informação nova, se há dados divergentes que apontem para outra conduta que a ser adotada neste caso. A Federação Mineira tem todo o interesse em ter acesso a esse material para que ela possa, de maneira consciente e prudente, adotar aquela decisão que seja a melhor para o futebol e toda a sociedade”, frisou o mandatário. 

No documento, os órgãos deixam claro que o descumprimento das medidas sugeridas 'poderá “poderá implicar na adoção de providências administrativas e judiciais contra os responsáveis que se mantiverem inertes em relação à situação apresentada na recomendação”. Adriano Aro alertou, no entanto, que os dados precisam ser bem avaliados para não acarretar em prejuízo aos clubes com a paralisação do campeonato. 

“Existem vários fatores envolvidos, além da questão sanitária. Temos uma questão logística, de calendário e a financeira dos clubes que não suportam mais essas inúmeras paralisações”, sustentou Adriano Aro.

Tags: Ministério Público pandemia Estadual americamg atleticomg cruzeiroec Federação Mineira de Futebol covid-19 adriano aro