Copa América

SELEÇÃO URUGUAIA

Entenda por que Arrascaeta não é titular da Seleção Uruguaia; Luis Suárez comenta

Equipe de Óscar Tabárez enfrenta Equador neste domingo, no Mineirão

postado em 14/06/2019 18:23 / atualizado em 14/06/2019 18:33

<i>(Foto: Glaydston Rodrigues/EM/D.A. Press)</i>
Protagonista da transferência mais cara do mercado interno no Brasil, o uruguaio Arrascaeta é regularmente convocado para Seleção Uruguaia, mas não consegue se manter entre os titulares. Mas por que o meia, um dos atletas mais valiosos do futebol brasileiro a ponto de ter sido comprado por R$ 55 milhões pelo Flamengo, é deixado no banco constantemente pelo técnico Óscar Tabárez? Em Belo Horizonte desde o início da semana, jornalistas uruguaios acreditam que o conservadorismo do treinador ainda fala mais alto na formação da equipe. 

Tabárez costuma escalar o Uruguai na formação 4-4-2, com dois volantes centrais e meias abertos nas pontas. Todos eles, no entanto, têm grande capacidade de recomposição – caso de Nicolás Lodeiro, ex-Botafogo e Corinthians, que deverá ganhar mais uma vez a chance para atuar pelo flanco. Apesar da técnica apurada, Arrascaeta ainda não provou o poder de marcação esperado pelo comandante. 

Mais uma vez, a tendência é que o camisa 10 inicie o duelo contra o Equador, neste domingo, às 19h, no Mineirão, entre os reservas. O Superesportes ouviu o jornalista Damián Herrera, apresentador da Teledoce, do Uruguai. “A última chance que Arrascaeta ganhou foi contra o Panamá e, antes, contra África do Sul, começando como titular. Naquela partida, Tabárez usou um 4-4-2, com ele jogando pela esquerda, como ele fazia no Cruzeiro, com a tendência de ficar um pouco mais livre. Giorgian joga melhor quando está mais livre como um típico armador”, disse.

“Quando ele joga, como diante do Panamá, Tabárez usou um ponta e Giorgian livre por trás. Contra o Panamá, Giorgian foi bem, um nexo entre o meio e o ataque. Quando está livre, joga melhor. Mas quando lhe dá responsabilidade defensiva, que é o que Tabárez pretende sempre, aí lhe custa um pouco mais Além disso, Tabárez confia muito em Lodeiro. O que me parece é que vai jogar Lodeiro nesta partida e Arrascaeta vai ganhar alguns minutos e terminar em campo, porque é uma peça necessária para conectar o meio e o ataque”, complementou.

Luis Suárez comenta

Principal jogador da Seleção Uruguaia, ao lado de Edinson Cavani, do PSG, o atacante Luis Suárez também opinou sobre a disputa pela titularidade no meio-campo. O atacante do Barcelona, ex-colega de Neymar, ficou em cima do muro sobre as opções de Tabárez. 

“Todo mundo conhece Giorgian (de Arrascaeta), seu grande nível nos últimos anos atuando no Brasil. Ele conhece a liga nacional, o tempo no Brasil. Creio que ele entra na Seleção e também sabe como jogar na seleção. O Nico da mesma forma. Sabe como é jogar conosco na seleção. São situações que o treinador precisa definir. Também temos Jonathan Rodríguez, que pode jogar por fora, mas são decisões que o treinador vai tomar nas próximas horas”, opinou.

Antes do duelo contra o Equador, a Seleção Uruguaia ainda treinará na manhã deste sábado, às 9h30, na Cidade do Galo, CT do Atlético, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Nesta atividade, Tabárez deverá definir a equipe para o jogo de domingo. A equipe não realizará atividade de reconhecimento do Mineirão.

Tags: copaamerica futinternacional uruguai flamengorj cruzeiroec