MMA

UFC

Ex-campeão, Weidman é nocauteado de forma impiedosa no UFC Boston

All American não resistiu às mãos pesadas de Dominick Reyes na trocação

postado em 19/10/2019 01:33 / atualizado em 19/10/2019 01:53


Ex-campeão peso médio (84kg) do UFC, Chris Weidman começou mal a trajetória na divisão dos meio-pesados (93kg). O All American não resistiu nem 2min diante de Dominick Reyes, na luta principal em Boston, nesta sexta-feira, e foi nocauteado de forma fulminante, logo a 1min43 de combate no primeiro round. 

Enquanto Weidman terá um caminho árduo para se firmar nos meio-pesados, as portas de um futuro title shot se abriram definitivamente para Dominick Reyes, que ampliou a invencibildade na carreira para 12 lutas. Quarto colocado no ranking da divisão até 93kg, o Devastador passou a ser muito cotado para enfrentar o atual campeão, ninguém menos que Jon 'Bones' Jones. 

Logo depois de liquidar Weidman, Dominick já tratou de 'chamar' Bones para o octógono. Seria uma nova opção para desafiar Jon Jones, que bateu os principais concorrentes na divisão - o último foi Thiago Marreta, em um confronto muito duro e decidido na pontuação dos juízes. 

Como o brasileiro está 'de molho' por causa de cirurgias nos dois joelhos, a chance de revanche a curto e médio prazo foi diminuída com a ascensão meteórica de Reyes, que aproveitou para mandar o recado. "Ei, Jon (Jones). Eu não quero lembrancinhas. Eu quero esse cinturão, vamos lá!", declarou o vencedor. 

Aos 35 anos, Weidman, algoz de Anderson Silva no UFC e de outros brasileiros como Vitor Belfort, Lyoto Machida e Demian Maia, vinha de longo afastamento e não lutava desde dezembro de 2018, quando foi nocauteado por Ronaldo Jacaré. Apesar da estreia ruim nos meio-pesados, o All American, bem ao seu estilo, prometeu não desanimar. Ele parabenizou Dominick Reyes e disse que voltará ainda mais forte ao octógono. "É o jogo que jogamos. Eu voltarei melhor", afirmou.

Em desvantagem no porte físico, Weidman não arriscou a trocação em pé e logo tentou impor o jogo de quedas do wrestling, sua especialidade. Reyes foi derrubado, mas rechaçou a tentativa do ex-campeão de finalizar e logo se levantou. Quando o All American se aproximou, ele acertou um direto de esquerda que pegou no queixo do rival, que foi a knockdown. O Devastador investiu nas marretadas e o árbitro encerrou a luta a 1min43 do primeiro round: nocaute técnico para Dominick Reyes.

<i>(Foto: UFC/Divulgação)</i>


Resultados do UFC Boston


CARD PRINCIPAL

Dominick Reyes venceu Chris Weidman por nocaute técnico a 1m43s do primeiro round
Yair Rodríguez venceu Jeremy Stephens por decisão unânime
Greg Hardy venceu Ben Sosoli por decisão unânime
Joe Lauzon venceu Jonathan Pearce por nocaute técnico a 1m33s do primeiro round
Maycee Barber venceu Gillian Robertson por nocaute técnico aos 3m04s do primeiro round
Darren Stewart venceu Deron Winn por decisão dividida

CARD PRELIMINAR

Charles Rosa venceu Manny Bermudez por finalização aos 2m46s do primeiro round
Molly McCann venceu Diana Belbita por decisão unânime
Sean Woodson venceu Kyle Bochniak por decisão unânime
Randy Costa venceu Boston Salmon por nocaute técnico aos 2m15s do primeiro round
Sean Brady venceu Court McGee por decisão unânime
Brendan Allen venceu Kevin Holland por finalização aos 3m38s do segundo round
Tanner Boser venceu Daniel Spitz por decisão unânime

Tags: UFC Boston Dominick Reyes Chris Weidman nocaute técnico luta principal All American ufc devastador ex-campeão