Atlético

ATLÉTICO

Rui Costa admite erros no Atlético, mas diz que acertou mais

Dirigente afirmou que entendeu equívocos e mudou modelo de contratações

postado em 30/03/2020 14:11

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Rui Costa
foi demitido do Atlético há pouco mais de um mês. O dirigente perdeu o emprego ao lado de Marques (gerente de futebol) e Rafael Dudamel (técnico) horas depois da vexatória eliminação do alvinegro para o Afogados, nos pênaltis, na segunda fase da Copa do Brasil. A passagem do executivo pelo clube mineiro foi marcada por eliminações, contratações duvidosas e nenhum título.

Com Rui Costa como diretor de futebol, o Atlético contratou 11 jogadores, sendo quatro no ano passado: o lateral-esquerdo Lucas Hernández, o volante Ramón Martínez, o atacante Franco Di Santo e o goleiro Wilson. Neste ano, o clube investiu no lateral-direito Mailton, no lateral-esquerdo Guilherme Arana, no volante Allan, nos meias Dylan Borrero e Hyoran e nos atacantes Diego Tardelli e Jefferson Savarino.

O dirigente reconheceu erros cometidos, principalmente pelos atletas contratados em 2019. Rui afirmou que refletiu sobre os equívocos e mudou o perfil de reforços para a temporada atual.

“Falou-se muito sobre as contratações que eu fiz em 2019, principalmente os estrangeiros. Posso admitir que tenha havido uma precipitação. Quando cheguei havia uma urgência muito grande para contratar em algumas posições. O mercado estava fechado para jogadores brasileiros. Era difícil encontrar. Hoje, posso dizer que tínhamos uma lista que 90% dos jogadores detalhados eram brasileiros, mas eram infinitamente mais caros do que aqueles que nós trouxemos. Essa é a maior critica que recebi durante a minha passagem, as contratações de 2019, são duas que o clube fez investimento e a outra é o Di Santo”, disse Rui Costa, em entrevista à Rádio 98, completando.

“Essas contratações (Lucas Hernández e Martínez) posso admitir que foi um equivoco, mas por outro lado elas me fizeram refletir muito e em 2020 nós mudamos o perfil de contratação, trouxemos jogadores mais jovens e com passagem em seleções, caso do Allan, Savarino, do Arana, jogadores jovens que trouxeram qualidade técnica para equipe”.

O ex-dirigente do Atlético, no entanto, acredita que teve mais acertos do que erros enquanto esteve à frente do futebol do clube.

“A quantidade de tomadas de decisão, a quantidade de assumir posição que um executivo tem que fazer durante 365 dias. Somos desafiados a todo momento a enfrentar situações delicadas e isso potencializa o erro. Acho que no Atlético eu cometi erros, sem dúvidas alguma, mas acredito firmemente que acertei mais do que errei”.

Trabalho na base

Quando chegou ao Atlético, Rui Costa implantou uma mudança de filosofia nas categorias de base do clube. Júnior Chávare foi contratado para coordernar o projeto e o clube espera muitos frutos para o futuro. Rui Costa afirmou que o trabalho na base do Atlético está sendo bem feito. O ex-dirigente do Galo acredita que o clube vai colher os frutos nos próximos anos.

"Acho que deixamos uma base importante na base do Atlético. Foi um departamento que nós reforçamos muito. O Chávare está fazendo um trabalho espetacular. Implantamos a equipe de transição. Os erros passam muito pelos resultados, o que acontecem no campo é responsabilidade direta do executivo, mas eu vejo projeto que deixamos muito favorável para crescer e usufrui das conquistas".

Contratações de Rui Costa no Atlético (os valores não foram confirmados oficialmente)

Lucas Hernández - cerca de 3 milhões de dólares (cerca de R$ 12 milhões na época)
Ramón Martínez - cerca de 2,2 milhões de dólares (cerca de R$ 8,4 milhões na época)
Franco Di Santo - Sem custos
Wilson - Empréstimo sem custos
Mailton - A reportagem não obteve informações sobre os valores
Hyoran - Empréstimo sem custos
Allan - cerca de 3 milhões de euros (cerca de R$ 13,6 milhões na época)
Dylan Borrero - A reportagem não obteve informações sobre os valores
Guilherme Arana - cerca de 5 milhões de euros (cerca de R$ 23,5 milhões na época)
Jefferson Savarino - cerca de 2 milhões de dólares (cerca de R$ 8,62 milhões na época)
Diego Tardelli - Sem custos

Tags: galo atlético contratações interiormg rui costa mercadobola