Atlético

ATLÉTICO

Diretor se espelha em Flamengo e Palmeiras e vê Atlético em outro 'estágio'

'Esta equipe do Galo não está pronta, longe disso', avaliou Rodrigo Caetano

postado em 13/04/2021 16:00

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
O alto investimento em contratações iniciado há pouco mais de um ano alçou o Atlético ao status de forte candidato aos principais títulos disputados em 2021. E a diretoria tem como parâmetro os planejamentos de Flamengo e Palmeiras, que levaram as taças na temporada 2020 e estão no topo há alguns anos.

Diretor de futebol alvinegro, Rodrigo Caetano se espelha nos dois clubes, que disputaram a Supercopa do Brasil no último domingo, mas frisa que o Atlético está em um estágio diferente. O dirigente ainda não vê como “pronto” o time mineiro, diferentemente do Palmeiras (atual campeão da Copa Libertadores e da Copa do Brasil) e do Flamengo (bicampeão brasileiro e da Supercopa).


“Eu acho que o nosso elenco está entre os melhores, sim. Mas nós estamos em um processo de mudança de metodologia, com um mês de trabalho. As equipes que jogaram a Supercopa (Palmeiras e Flamengo) foram campeãs na temporada 2020, na Copa do Brasil e no Brasileiro. São elencos que vêm juntos há muito tempo”, iniciou Rodrigo Caetano.

“O que nós temos que avaliar, na minha opinião, não é individualmente, mas principalmente os estágios, os momentos. Os momentos são diferentes. Os estágios são diferentes. Esta equipe do Galo não está pronta, longe disso”, completou o dirigente.

Política de contratações


Na temporada 2020, o Atlético contratou 19 jogadores: os goleiros Everson e Rafael, os laterais-direitos Mailton e Mariano, os zagueiros Junior Alonso e Bueno, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, os volantes Allan, Léo Sena e Alan Franco, os meias Hyoran, Dylan Borrero e Matías Zaracho, além dos atacantes Savarino, Diego Tardelli, Keno, Marrony, Eduardo Sasha e Eduardo Vargas.

Para 2021, a ideia da diretoria é manter a base formada no ano anterior e buscar reforços pontualmente. Por isso, até agora chegaram apenas quatro novos jogadores ao elenco: o lateral-esquerdo Dodô, o volante Tchê Tchê, o meia Nacho Fernández e o atacante Hulk. A busca por um zagueiro é uma possibilidade para a janela do meio da temporada.

A redução na quantidade de contratações é um processo pelo qual Flamengo e Palmeiras já passaram ao longo dos últimos anos. “As outras equipes estão com seus elencos montados há muito tempo. A partir do momento em que montaram essa base, cada vez mais diminuíram o número de contratações”, disse Rodrigo Caetano.

“Foram muito mais contratações pontuais. É nesse sentido que devemos caminhar e, ao mesmo tempo, manter a base. Não é para toda vez que tivermos um insucesso, reavaliarmos, reavaliarmos, reavaliarmos, recomerçamos. E aí não vamos sair do lugar. Isso eu posso afirmar para vocês: nós não vamos caminhar nesse sentido”, prosseguiu.

“Nós vamos caminhar no sentido de sempre: busca da qualificação e manutenção do que já temos. Para podermos, quem sabe, muito em breve estarmos aí, não com o discurso, mas na prática, capazes de fazer parte dessas grandes decisões que essas equipes fizeram. Não tenho a menor dúvida que se percorremos esse caminho, muito em breve vamos estar presentes em grandes decisões”, finalizou.

Tags: galo diretor atleticomg interiormg futnacional flamengorj palmeirassp rodrigo caetano seriea