Atlético
1

ATLÉTICO BICAMPEÃO BRASILEIRO

Oponentes, Zema e Agostinho Patrus se 'unem' para festejar bi do Atlético

Políticos foram às redes sociais comemorar a vitória; enquanto isso, João Leite, ídolo do Galo e hoje deputado estadual, se derrete pela Massa

postado em 02/12/2021 21:39

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
A histórica virada do Atlético sobre o Bahia, nesta quinta-feira (02/12), que rendeu ao Galo o título de bicampeão brasileiro , já gera manifestações no mundo político. Acostumados a trocar farpas, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Agostinho Patrus (PV), se uniram para enaltecer a conquista.

"Parabéns, Galo, pela conquista histórica e merecida. O futebol mineiro está de novo no topo!", escreveu Zema, que utilizou a #bicampeão.



O Atlético conquistou o direito de erguer a taça nacional após derrotar o Bahia por 3 a 2. O time saiu perdendo por dois gols, mas Hulk e Keno, duas vezes, viraram o placar.

Figura frequente nos jogos alvinegros no Mineirão, Agostinho Patrus escreveu sobre a espera de meio século pelo bicampeonato. Aproveitou, ainda, para postar um vídeo de Agostinho - homônimo e filho - comemorando nas arquibancadas do Gigante da Pampulha.

"Cinquenta anos com o grito preso na garganta!!! Agora podemos fazer a festa, massa alvinegra: o Galo é bicampeão brasileiro!", escreveu. O deputado do PV aproveitou para lembrar da música "Vou Festejar", da cantora Beth Carvalho, entoada pelos atleticanos em momentos de euforia.



Ex-goleiro do Atlético e deputado estadual pelo PSDB, João Leite também comemora a vitória. "Emoção pela merecida felicidade da torcida mais fiel do Brasil", disse, ao Superesportes .

Festa em preto e branco: Atlético campeão brasileiro


Campeão, o Atlético tem 81 pontos no torneio nacional. O time venceu 25 de seus 35 jogos. Registrou, ainda, seis empates e cinco derrotas.

Apesar da pandemia de COVID-19, o Galo teve a torcida presente nos nove últimos compromissos disputados no Mineirão. A média de público é ligeiramente superior a 40 mil por partida. Na vitória por 2 a 0 sobre o Juventude, três rodadas atrás, os 61.476 presentes quebraram o recorde do estádio desde a reabertura do Gigante da Pampulha, ocorrida em 2013.

A montagem do elenco campeão nacional começou ainda no ano passado. Com Jorge Sampaoli, vieram os primeiros reforços, mas o time bateu na trave, ficando em terceiro lugar e a três pontos do Flamengo, o vencedor.

Nesta temporada, sob a batuta de Cuca, a consagração começou a partir do acréscimo de importantes nomes. Além de Hulk, chegaram o meia argentino Nacho Fernández, o atacante naturalizado espanhol Diego Costa e o zagueiro Nathan Silva, pilar de uma sólida defesa.

O Galo faz temporada de excelência. Na Libertadores, caiu invicto na semifinal, após dois empates com o Palmeiras. Campeão estadual, o alvinegro pode alcançar a Tríplice Coroa. Isso porque disputa, nos dias 12 e 15 de dezembro, a final da Copa do Brasil contra o Athletico-PR.

Tags: futebol atleticomg seriea ALMG romeu zema galobi agostinho patrus Assembleia MG Governo MG