Velocidade

MOTOGP

Quartararo domina a etapa da Itália da MotoGP em dia de luto em Mugello

Francês líder do Mundial largou na pole position, e viu os principais perseguidores terem problemas

postado em 30/05/2021 11:08

(Foto: Tiziana FABI / AFP)
Fábio Quartararo fechou seu fim de semana perfeito com fácil vitória na etapa da Itália da MotoGP, em Mugello. O francês líder do Mundial largou na pole position, viu os principais perseguidores terem problemas e cruzou a linha de chegada com mais de três segundos sobre Miguel Oliveira. O português ficou na frente de Joan Mir em bela batalha pelo segundo lugar. O domingo ficou marcado pela morte do suíço Jason Dupasquier, da Moto3, que não resistiu aos ferimentos após grave acidente no treino de sábado. Acabou homenageado pelos pilotos em dia de enorme emoção e tristeza.

Miguel Oliveira chegou a receber punição por irregularidade na última volta, ao ultrapassar o limite de pista, e acabou perdendo a posição para Mir. Mas a organização da prova reavaliou a decisão e tirou a pena, garantindo o primeiro pódio da KTM na temporada com um segundo lugar.

Festa do português e muito maior de Quartararo. O francês ficou em pé na moto ao cruzar a linha de chegada em primeiro, fez o sinal da cruz e comemorou muito ampliar sua vantagem na liderança de 1 para 24 pontos sobre Johann Zarco, o novo vice-líder, e para 26 diante de Francesco Bagnaia, que caiu na segunda volta e agora é o terceiro no geral. Foi a terceira vitória em seis provas na temporada, num início arrasador e 105 pontos no geral. O piloto da Yamaha ganhou em Doha, no Catar, em Portimão, em Portugal, e agora, em Mugello. Não fosse uma parada em box errado na França e a vantagem seria ainda maior do jovem de 22 anos.

Foi um domínio amplo de Quartararo, que chegou a abrir vantagem acima de quatro segundos com uma apresentação impecável. Sofreu um pouco de pressão no início, de Joan Mir, mas depois disparou e não mais teve sua vitória ameaçada. Cruzou na frente com 41min16s344.

Foi uma prova de muitas quedas. Restando cinco voltas para o fim em Mugello, por exemplo, Alex Rins, da Suzuki, caiu quando tentava pressionar Mir em disputa pelo terceiro lugar. Apesar do erro, não sofreu lesões e logo se levantou, para alívio da equipe.

Apesar dos festejos das equipes em Mugello, o domingo também foi de fortes emoções para os pilotos com a notícia da morte de Jason Dupasquier, que passou por cirurgia após o acidente grave de sábado, mas acabou não resistindo. Sua morte ocorreu neste domingo, quando as provas já haviam iniciado. Apenas os pilotos da MotoGP foram à pista já ciente da morte. A direção optou por não cancelar a etapa.

Após o fim das corridas em Mugello, os pilotos se reuniram para a prestação de uma última homenagem a Dupasquier. Fizeram um minuto de silêncio e rezaram. Não houve comemoração com champanhe no pódio e Quartararo ainda exibiu uma bandeira da Suíça em homenagem final ao jovem companheiro de profissão de somente 19 anos.

A próxima etapa da motovelocidade acontece no dia 6 de junho, no circuito da Catalunha, em Barcelona.

Tags: automobilismo motogp maisesportes Fábio Quartararo