SELEÇÃO BRASILEIRA

Dunga vê lateral Mário Fernandes 'tímido' e não crucifica recusa por convocação em 2011

Defensor do CSKA dispensou a Seleção Brasileira quando ainda defendia o Grêmio

postado em 17/09/2014 12:27 / atualizado em 17/09/2014 12:33

Jeff Zelevansky/Getty Images/AFP

A austeridade de Dunga não impediu que o lateral direito Mário Fernandes ganhasse mais uma oportunidade de defender a Seleção Brasileira em um Superclássico das Américas. Convocado nesta quarta-feira para as partidas contra Argentina e Japão, o jogador ficou marcado por recusar um convite de Mano Menezes para atuar pelo Brasil contra os argentinos em setembro de 2011.

“O Mário Fernandes teve esse episódio um tempo atrás, mas é jovem. Todos nós merecemos uma segunda oportunidade. Não podemos crucificar ninguém. Imagine se fôssemos crucificar você ou eu pelos erros do passado”, argumentou Dunga.

Quando rejeitou a Seleção, Mário Fernandes ainda defendia o Grêmio – está no CSKA, da Rússia, desde 2012. Em Porto Alegre, ele já havia polemizado por ter desaparecido durante dias em 2009. “Pelas minhas informações, o Mário Fernandes é tímido, retraído, muito diferente do que as pessoas pensam. Por isso mesmo, acabou tendo aquelas atitudes no passado. Os jogadores saem muito cedo de casa, sem acompanhamento de pai e mãe, e às vezes acabam ouvindo conselhos que não são os ideais”, advogou Dunga.


O técnico ainda ressaltou o acréscimo técnico que Mário Fernandes poderá oferecer ao Brasil. “Ele já está há praticamente três anos no futebol russo, que é difícil, frio. Começou como zagueiro e foi para a lateral, então tem boa marcação. Também sabe apoiar”, enalteceu.

Curiosamente, Mário Fernandes ganhou espaço na Seleção de Dunga graças à indisciplina de um jogador de sua posição. O veterano Maicon foi cortado nos primeiros amistosos de Dunga (vitórias por 1 a 0 sobre Colômbia e Equador) e, na época, acabou substituído por Fabinho, do Monaco.

Outra novidade na lateral


Além de Mário Fernandes, a convocação divulgada por Dunga teve um lateral esquerdo como surpresa. “O Dodô saiu muito cedo do Brasil. Passou pela Roma e agora está na Inter de Milão. É um jogador com características mais ofensivas, que sobe bem ao ataque, e que já jogou nas categorias de base da Seleção”, comentou o treinador, sobre o atleta revelado pelo Corinthians e com passagem pelo Bahia.

Tags: brasil convocação seleção dunga mário fernandes