SELEÇÃO BRASILEIRA

Seleção Brasileira está mais madura após vexame na Copa do Mundo, garante David Luiz

Zagueiro diz que grupo soube refletir após goleada sofrida diante da Alemanha

postado em 14/11/2014 11:36

 Rafael Ribeiro / CBF

Uma das referências da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, o zagueiro David Luiz garante que o grupo de jogadores do time atropelado pela Alemanha naquela semifinal "soube refletir" sobre o vexame e está "amadurecido". Mas, questionado pela reportagem sobre se o atual time precisava de psicólogo, foi evasivo e não deu resposta.

"Soubemos refletir, aprender com a Copa", afirmou o defensor. "Estamos amadurecidos e vendo uma nova filosofia. Estou feliz", garantiu. David Luiz está em Viena, onde a Seleção fará seu último jogo do ano, contra a Áustria, na próxima terça-feira.

Quando o treinador Dunga assumiu a Seleção, um de seus primeiros recados velados foi dado ao zagueiro. Sua popularidade, na visão do técnico, acabava afetando a construção de um grupo na Seleção.

Agora, David Luiz é só elogios ao treinador que o manteve no grupo e diz que a própria trajetória de Dunga quando era jogador é um "exemplo". "Ele sempre correu pelo outro. Era um líder e por isso foi capitão do Brasil por tanto tempo", disse. "Dunga nos mostrou o caminho da vitória porque sabe e deu a volta por cima também", destacou.

Apesar de sequência de cinco vitórias em cinco jogos e do fato do time ter sido aplaudido de pé pelos turcos, depois de fazer quatro gols, David Luiz alerta: "Temos de manter os pés no chão".

Entre os jogadores da Seleção, porém, todos sabem que Dunga quer terminar o ano com mais uma vitória. "Ele tem essa mentalidade vencedora e quer terminar o ano assim", declarou o goleiro Diego Alves.

Em declarações à reportagem, Claudio Taffarel, um dos homens de confiança do técnico Dunga na seleção, deixa claro os objetivos para esse final de ano. "A meta é a de terminar o ano em alta e, depois em 2015, trabalhar na formação de uma equipe competitiva" explicou. "Queremos começar a apagar o que aconteceu na Copa do Mundo. A impressão que deixamos ao final do Mundial foi triste. Agora, queremos deixar uma última impressão positiva, na esperança de que é a última impressão a que fica", disse.

José Maria Marin, presidente da CBF, também adota o mesmo tom de Taffarel e insiste que apenas as vitórias vão recuperar a imagem do Brasil. "Ganhar de todos e de tudo", disse.

Tags: brasil vexame seleção copa david luiz