SELEÇÃO

Novidade na última convocação de Dunga, Roberto Firmino vem brilhando no futebol alemão

Meia-atacante recebe sua primeira chance na Seleção Brasileira

postado em 26/10/2014 21:12

Pedro Galindo /Especial para o Diario

Odd Andersen/AFP
Entre nomes conhecidos como Neymar, Lucas e Oscar, um estranho apareceu na lista divulgada pelo técnico Dunga na última quinta-feira: Roberto Firmino. Imediatamente, nas redes sociais, pipocaram desconfianças sobre a capacidade de o atleta vestir a camisa da Seleção Brasileira. Entre os alemães que o assistem jogar semanalmente há quatro anos, porém, o questionamento provavelmente foi outro: por que ele já não tinha sido convocado antes?

Na terra da seleção campeã mundial, o futebol de Firmino não é mais visto com receio. Até porque não seria justo com o jovem meia, que vem liderando o pequeno Hoffenheim nos últimos anos. Dono da camisa 10 num clube que já foi porta de entrada para outros brasileiros no futebol europeu - entre eles, Carlos Eduardo e Luiz Gustavo, que hoje é seu companheiro na Seleção -, ele atingiu o ápice de sua carreira na última temporada. Na edição 2013/14 da Bundesliga, marcou 16 gols e colaborou com 12 assistências, afirmando-se como principal homem de frente do modesto Hoffe. Graças a esse desempenho, levou o prêmio de revelação de um campeonato que é tido como um dos mais competitivos do mundo na atualidade.

A conquista individual é uma credencial e tanto. A convocação não se justifica apenas pela premiação. Tampouco se deve, exclusivamente, aos números consistentes da última temporada. Mas, principalmente, porque Firmino tem cumprido uma função no Hoffenheim que Dunga parece ter como fundamental em seu time: a do centroavante solto, que circula entre as diferentes zonas do campo ofensivo. Ele atua mais regularmente como meia de ligação, com um homem de referência à frente. Mas também sabe fazer o papel de goleador, se necessário - algo que seus registros comprovam. E, considerando que Diego Tardelli não foi chamado, é de se esperar que ele tenha entrado na lista justamente para preencher essa lacuna.

Origens
Atuando no futebol alemão há quatro temporadas, Firmino é praticamente um desconhecido entre o público nacional. Dois estados, porém, podem reivindicar a “paternidade” dessa carreira ascendente. Alagoano de Maceió, ele deu seus primeiros passos no esporte jogando pelo CRB. Mas foi em Santa Catarina que o jogador despontou mesmo. O meia participou da campanha do acesso do Figueirense em 2010 e o destaque garantiu sua transferência para o Hoffenheim, onde agradou tanto que chegou a ser sondado para se naturalizar e servir à seleção alemã. Ao convocá-lo, Dunga coloca um ponto final no assédio e garante ao jogador a oportunidade de mostrar aos brasileiros todo o seu repertório de habilidade, velocidade e gols.