Fifa encontra base da Jules Rimet em porão na própria sede, 60 anos depois

Pedaço foi retirado em 1954. Troféu foi derretido em 1983, após roubo na CBF

postado em 14/01/2015 09:54 / atualizado em 14/01/2015 10:04

Redação /Correio Braziliense

Universal Pictures/Divulgação

Jornais ingleses e suíços informam que uma parte da taça Jules Rimet foi encontrada nos porões da sede da Fifa, em Zurique, na Suíça. A base do troféu foi retirada da taça original em 1954, quando o suporte acabou trocado. O pedaço encontrado será exposto no novo museu da Fifa, com inauguração prevista para março de 2016, junto da sede da entidade.

De acordo com David Ausseil, diretor criativo do museu, nenhum presidente da Fifa teve contato com o objeto nos últimos 60 anos. "Acreditamos que nenhum presidente da Fifa a viu desde o próprio Jules Rimet", apontou, em entrevista ao jornal inglês The Guardian. "É como encontrar uma múmia egípcia", comparou.

A base encontrada nos porões da Fifa é azul e tem 10cm de altura. Ela carrega o nome dos vencedores das quatro primeiras Copas do Mundo disputadas entre 1930 e 1950. Neste período, foram campeões o Uruguai (1930 e 1950) e a Itália (1934 e 1938).

Em 1983, o troféu foi roubado da sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no centro do Rio de Janeiro. Os ladrões derreteram o troféu, que, assim, nunca mais foi encontrado.

Jules Rimet foi o terceiro presidente da entidade, ficando no poder entre 1921 e 1954. Ele foi o criador da Copa do Mundo e deu nome à taça entregue ao campeão até 1970, quando o Brasil conquistou o direito da posse definitiva ao conquistar o tricampeonato mundial. A partir do Mundial de 1974, o vencedor passou a receber a taça Fifa.