BOLADAS E BOTINADAS

Bendito uísque escocês!!!

postado em 05/03/2019 10:49

<i>(Foto: Son Salvador)</i>
Os representantes da Internacional Board se reuniram na Escócia e resolveram promover mudanças nas regras de arbitragem. Aliás, coisa que já deveriam ter feito há muito tempo. A principal delas diz respeito à mão na bola ou bola na mão. Dizem que acabou, já que o árbitro não poderá mais interpretar. Se for jogada de gol e tocar na mão é pênalti. Sei que muito apitador sairá pela tangente, afinal, ele definirá se era ou não jogada de gol. Mas, de todo jeito, a coisa caminhou – e para melhor. Só acho que não faz sentido um zagueiro disputar a bola com os braços para trás. Perde o equilíbrio, perde mobilidade. Melhor correr o risco.

DOSE DE RIGOR
Agora, os treinadores poderão receber cartão amarelo e vermelho. Neste caso, acho uma bobagem. O amarelo será apenas um jeito de adiar uma atitude. Há treinador que não respeita seus limites, aliás, uma boa parte deles gostaria de apitar o jogo. Então, o chamado quarto árbitro sai de campo com dor de ouvido de tanto ouvir reclamações.

FALTOU
Acho que certos árbitros deveriam também levar o cartão amarelo ou vermelho. O cara erra, complica um jogo e ainda tem a súmula para se justificar.

NA DEFESA
Muita gente cairá na armadilha: segundo as novas regras, o tiro de meta não precisará colocar a bola fora da área para que ela entre em jogo. Como estamos vivendo aquela fase em que todo mundo quer que o goleiro jogue com os pés, teremos muitos zagueiros tentando tabelar com o camisa 1. Prato cheio para atacantes rápidos. Quem viver verá.

INTERESSANTE
Se a bola tocar no árbitro, o mesmo deverá dar bola ao chão. Isso muda muita coisa. Porque o apitador deixa de ser um ponto neutro. Imaginem um toque de árbitro dentro da área....

ADITIVO
Observando as mudanças promovidas pela Fifa, me lembro do Orozimbo. Ele sempre me diz que costuma tomar atitudes mais arrojadas depois de beber uma boa dose do mais puro uísque importado.

MUDANÇA
O Atlético resolveu dar cartão amarelo para o Independência. Havia sim, uma forte ligação entre o Galo e o estádio do Horto. Mas percebe-se um certo desgaste. A diretoria atleticana vinha tendo problemas para utilizar o estádio em jogos pela Libertadores. Resta saber o impacto da transferência de algumas partidas na vida de um estádio que precisa faturar. E que, portanto, necessita da presença de Atlético e Cruzeiro.

CALMA...
O Cruzeiro não tem de entrar na Libertadores jogando seu melhor futebol. Tem de entrar na disputa crescendo tecnicamente. Tem de pontuar bem e buscar atingir seu melhor nível jogando. Um dos problemas que vejo na equipe é que jogadores importantes não estão jogando, não estão mantendo uma boa sequência de jogos. Isso pode pesar. Mas o elenco é muito bom e certamente passará bem pela fase de grupos.

Tags: humor nacional seriea americamg cruzeiroec atleticomg