COPA DAS CONFEDERAÇÕES

De olho nos torneios da Fifa, Mineirão vira palco de simulação de emergência

Operação aconteceu na manhã deste sábado, na Pampulha. Iniciativa organizada pela Secretaria de Estado de Saúde conta com parceria entre os principais hospitais de BH

postado em 11/05/2013 17:13 / atualizado em 21/07/2015 18:10

Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press


De olho na Copa do Mundo e Copa das Confederações, equipes dos hospitais João XXIII, Risoleta Neves, Eduardo de Menezes e Odilon Behrens entraram em campo e simularam situações de urgência e emergência no recém-inaugurado Mineirão, na manhã deste sábado.

Conclusão de um treinamento ministrado por profissionais da França, em uma parceria entre Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), a simulação envolveu médicos e enfermeiros dos Samus de BH e várias regiões do estado como Betim, Contagem, Sete Lagoas, Ouro Preto e Montes Claros. A operação também contou com agentes das Polícias Militar e Civil, BHTrans, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal. Além do efetivo, participaram do treinamento 40 ambulâncias e dois helicópteros.

No treinamento, foi simulada uma briga entre dois grupos de torcedores. O pisoteamento envolveu cerca 155 vítimas, classificadas em três níveis de atendimento: vermelha (atendimento imediato com risco de morte), amarela (atendimento de urgência sem risco de morte), verde (vítimas machucadas, conscientes e andando), e preta (óbitos).

Durante o treinamento, as vítimas foram triadas na esplanada do estádio conforme o estado de saúde, e então encaminhadas para os Postos Médicos de Avançado (PMAs), instalados no local. A simulação teve início dentro do estádio e seguiu para os hospitais referência, onde o atendimento teve continuidade.

"Esta é mais uma etapa de preparação para as duas Copas, mas também uma atividade de aquisição de know-how muito relevante para a sociedade mineira e brasileira", afirmou o secretário de estado de saúde, Doutor Antônio Jorge Souza Marques, que presenciou o treinamento. "Estamos formando médicos e enfermeiros de catástrofe e as ações no aeroporto e mineirão são a prova prática para este curso", acrescentou.

Durante o simulado foram encenados os procedimentos reais de recuperação da atenção, a intervenção do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais e das equipes avaliadas, o agravamento de cada paciente, a preparação dos estabelecimentos hospitalares e a comunicação com as autoridades sanitárias e diferentes órgãos envolvidos.

Tags: cruzeiroec atleticomg interiormg novoindependencia americamg mineirao50 50anosdomineirao mineirao50anos copa2014