Com 13 convocados, seleção de judô anuncia lista para os Jogos de Tóquio

Sem surpresas, a relação tem 13 convocados, sendo sete homens e seis mulheres

16/06/2021 17:59
compartilhe
Com 13 convocados, seleção de judô anuncia lista para os Jogos de Tóquio
foto: Divulgação/CBJ

Com 13 convocados, seleção de judô anuncia lista para os Jogos de Tóquio

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) definiu nesta quarta-feira a lista de judocas que vão representar o País nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Sem surpresas, a relação tem 13 convocados, sendo sete homens e seis mulheres. O Brasil só não terá atletas na categoria até 57kg no feminino.

Quem compete nesta categoria é Rafaela Silva, atual campeã olímpica, que foi suspensa por doping no ano passado. Ela chegou a apelar à Corte Arbitral do Esporte, mas não teve sucesso. Assim, não poderá defender o título conquistado nos Jogos do Rio-2016. Sem Rafaela, as principais apostas de medalha do Brasil na capital japonesa são Rafael Silva, o "Baby", Maria Suelen Altheman, os dois judocas dos pesados, e Mayra Aguiar.

Aos 34 anos, Rafael Baby é o mais experiente da equipe. Vai disputar sua terceira Olimpíada e já tem duas medalhas de bronze no currículo. Em Londres-2012, conquistou a primeira medalha do judô brasileiro na categoria dos pesados. E repetiu a dose quatro anos mais tarde, apesar de enfrentar problemas físicos no ciclo olímpico do Rio-2016.

Dona de dois títulos mundiais, Mayra Aguiar tem 29 anos e bagagem semelhante a de Baby, com dois bronzes nas últimas Olimpíadas, ambas na categoria até 78kg. Ketleyn Quadros é mais velha que Mayra, com seus 33 anos, mas vai competir em Jogos Olímpicos pela segunda vez. Foi bronze em Pequim-2008 no peso leve (até 57kg). Agora vai entrar no tatame numa categoria acima: até 63kg.

A CBJ definiu a lista logo após a Federação Internacional de Judô divulgar o ranking olímpico, que dá vaga direta aos 18 primeiros colocados de cada categoria, com a restrição de apenas um atleta por país em cada peso. Dos 13 brasileiros classificados, apenas Eduardo Katsuhiro entrou na lista pelo critério da cota continental das Américas. Ele é o atual 34º do mundo na categoria até 73kg.

Na única dúvida na convocação, Maria Suelen Altheman (32 anos) fez valer a maior experiência para superar Beatriz Souza (23). As duas fizeram disputa equilibrada no ranking nos últimos meses Maria Suelen é a atual número cinco do mundo e a compatriota, a número oito. Apenas 428 pontos separam as duas judocas no ranking.

O judô brasileiro chegará aos Jogos de Tóquio sem a mesma expectativa dos últimos ciclos olímpicos. No último teste antes da Olimpíada, a seleção conquistou apenas três medalhas, todas de bronze, no Mundial de Budapeste, na Hungria, na semana passada. Maria Suelen e Beatriz Souza, que não irá ao Japão, empataram no terceiro lugar na categoria mais pesada.

E o Brasil levou o bronze na disputa por equipes mistas, com a mesma Beatriz Souza, Maria Portela, David Moura e Ketelyn Nascimento. Deste quarteto, apenas Maria Portela obteve a vaga olímpica.

"Temos uma responsabilidade boa de buscarmos um bom resultado em Tóquio, porque há nove ciclos olímpicos que o Brasil sempre busca o seu lugar no pódio. Os últimos quatro anos foram intensos com foco total na realização da Olimpíada. E agora é hora de fazer cumprir toda essa expectativa", disse o presidente da CBJ, Sílvio Acácio Borges.

Após a convocação, a seleção brasileira de judô agora já pensa na viagem para o Japão. A preparação final da equipe será feita na cidade de Hamamatsu.

Confira abaixo a lista dos convocados:

FEMININO: Gabriela Chibana (até 48kg), Larissa Pimenta (até 52kg), Ketleyn Quadros (até 63kg), Maria Portela (até 70kg), Mayra Aguiar (até 78kg) e Maria Suelen Altheman (acima de +78kg);

MASCULINO: Eric Takabatake (até 60kg), Daniel Cargnin (até 66kg), Eduardo Katsuhiro (até 73kg), Eduardo Yudy (até 81kg), Rafael Macedo (até 90kg), Rafael Buzacarini (até 100kg) e Rafael Silva (acima de 100kg).

Compartilhe