Reportagem mostra Rebeca com 10 anos em treino com Daiane e Laís Souza

'Elas estavam me ensinando', disse a jovem ginasta na época; nesta quinta, Rebeca se tornou a primeira brasileira medalhista olímpica na ginástica

29/07/2021 11:43 / atualizado em 29/07/2021 15:40
compartilhe
A pequena Rebeca destacou a ajuda das ex-ginastas em 2009, quando ainda nem imaginava como seria sua carreira
foto: Reprodução

A pequena Rebeca destacou a ajuda das ex-ginastas em 2009, quando ainda nem imaginava como seria sua carreira

Após a conquista da medalha de prata de Rebeca Andrade na ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta quinta-feira, fãs relembraram, nas redes sociais, uma reportagem 'especial' sobre a atleta. No vídeo, produzido em 2009, Rebeca aparece com 10 anos, elogiando Daiane dos Santos e Laís Souza, ex-ginastas brasileiras. As imagens são da PMG. 


Rebeca Andrade conquista prata na ginástica artística



"Às vezes eu não estava conseguindo fazer alguma coisa e elas estavam me ensinando", disse Rebeca no fim da reportagem. Na época, Laís tinha apenas 21 anos e Daiane 26.

Elas treinaram juntas no ginásio Bonifácio Cardoso, em Guarulhos, São Paulo, porque a estrutura do Pinheiros, clube que representavam, estava em reforma.  

"Para a gente também é bom porque podemos ver um pouco do trabalho das pequenas, de quem está evoluindo agora", destacou Daiane.

Se um dia Rebeca se inspirou nas ex-atletas, hoje, com 22 anos, ela as orgulha. Ela foi a primeira brasileira a ganhar uma medalha olímpica na ginástica


Trajetórias e inspirações


Laís Souza fez parte da primeira equipe brasileira completa de ginástica a disputar uma edição olímpica, em Atenas (2004), e também esteve em Pequim (2008).

Ela foi convocada para Londres (2012), mas se lesionou antes do início da competição. Em 2013, começou a competir também no esqui, quando sofreu uma queda enquanto treinava e ficou tetraplégica. 

Daiane dos Santos fez história na modalidade ao conquistar nove medalhas de ouros em campeonatos mundiais. Ela disputou as Olimpíadas de Atenas (2004), Pequim (2008) e Londres (2012).



Atualmente, é comentarista da modalidade na TV Globo e vibrou muito com a apresentação de Rebeca Andrade em Tóquio, indo às lágrimas com a confirmação da medalha.

"Agora a gente tem a primeira medalha do Brasil na ginástica artística com uma negra. Isso é muito forte. Até pouco tempo, os negros não podiam competir em alguns esportes. É uma menina que veio de origem humilde, criada por uma mãe solo, veio de várias lesões para ser e a segunda melhor atleta do mundo", destacou Daiane.
 

Fotos: todas as medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio



Compartilhe