Medina responde provocações de Igarashi e afirma: 'Venci a bateria'

Surfista brasileiro reclamou da decisão dos juízes após analisar as imagens da prova

29/07/2021 17:37
compartilhe
Medina terminou os Jogos de Tóquio em 4º lugar
foto: OLIVIER MORIN/ AFP

Medina terminou os Jogos de Tóquio em 4º lugar


Derrotado na semifinal do surfe nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Gabriel Medina demonstrou indignação com a decisão da arbitragem em relação à nota da última manobra do japonês Kanoa Igarashi e garantiu que venceu a bateria. Ao desembarcar no Brasil, nesta quinta-feira, o surfista brasileiro lamentou a derrota e rebateu as provocações do adversário. 
Medina só reclamou da decisão dos juízes após analisar as imagens da prova. Na análise do bi-campeão mundial, a nota dada ao competidor japonês (9.33) foi exagerada. 

"Assisti à bateria. Até por isso segurei minhas palavras, não falaria sem ter assistido. Comparando minhas melhores ondas e as duas melhores dele, eu venci a bateria. Mas, é difícil falar", afirmou. 

"Estou triste mesmo e quero continuar trabalhando porque esse ano tem o mundial, não quero deixar isso me abalar. Recebi um apoio gigante do Brasil, e isso só me fortalece. Esses dias tristes vão passar e vou trazer ainda mais orgulho para nós", completou.

Sobre a postura de Igarashi, que publicou em português uma mensagem para rebater as críticas dos torcedores brasileiros, Medina mostrou-se incomodado. 

"Tem que ter paciência, enfim. Fazer palhaçada depois que ganha é fácil. Todo mundo se respeita no circuito. Ganhei inúmeras vezes dele e nunca brinquei. Prefiro trabalhar em silencio, fazer o meu e focar", finalizou. 

Medina mira a próxima edição dos Jogos Olímpicos, que será disputada em Paris, em 2024. O surfe, no entanto, ocorrerá em Teahupoo, no Taiti, um dos locais preferidos de Medina no circuito mundial. 

Compartilhe