Com base mineira, Brasil estreia no tênis em cadeira de rodas em Tóquio

Equipe tem cinco atletas mineiros e é comandada pelo treinador belo-horizontino Leo Butija

26/08/2021 10:13 / atualizado em 26/08/2021 12:30
compartilhe

Dos sete atletas da equipe brasileira de tênis em cadeira de rodas, cinco são mineiros, assim como o treinador, Leo Butija
foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

Dos sete atletas da equipe brasileira de tênis em cadeira de rodas, cinco são mineiros, assim como o treinador, Leo Butija

O Brasil estreia no tênis em cadeira de rodas da Paralimpíada de Tóquio nesta quinta-feira, a partir das 23h (de Brasília). Ao todo, serão sete representantes, sendo cinco atletas mineiros: Daniel Rodrigues, de Santa Luzia; Gustavo Carneiro, de Uberlândia; Rafael Medeiros, Meirycoll Duval e Ana Cláudia Caldeira, de Belo Horizonte. O técnico da equipe, Leonardo Flávio de Oliveira, o “Léo Butija”, também é da capital mineira 

Confira imagens do dia dos brasileiros na Paralimpíada de Tóquio

 

A primeira participação brasileira no tênis será no Open Masculina. Daniel Rodrigues, 20º no ranking mundial, joga contra Stefan Olsson (10º), da Suécia.

Rafael Medeiros (49º) encara o marroquino Lhaj Boukartacha (65º) e Gustavo Carneiro (37º) enfrenta o sul-africano Leon Els (80º).

Já o paulista Maurício Pomme (119º), duela com Sang-Ho Oh (54º), da Coreia do Sul.

Posteriormente, será a vez de as meninas do Brasil estrearem. A dupla formada por Meirycoll Duval e Ana Caldeira encaram as chinesas Huimin Huang e Jinlian Huang.

Nas categorias Open Feminina e Quad, apesar de ainda não haver a definição das, os atletas brasileiros já sabem quem irão enfrentar na primeira partida.

Meirycoll (28ª) duela com a norte-americana Shelby Baron (31ª). Ana Caldeira irá encarar a russa Viktoriia Lvova.

O catarinense Ymanitu Silva, por sua vez, inicia sua participação em Tóquio contra o norte-americano David Wagner.


Compartilhe