ABUSO SEXUAL

Acusado de assédio sexual, Andrey é blindado pelo Botafogo-SP e nem viaja para jogo da Série D

Goleiro foi proibido de falar sobre o assunto

postado em 30/10/2015 20:26 / atualizado em 30/10/2015 20:31

Reprodução
Acusado de abuso sexual pelas autoridades de Toronto (Canadá), onde disputou os Jogos Pan-Americanos, o goleiro Andrey foi blindado pela direção do Botafogo de Ribeirão Preto, clube com o qual tem contrato até dezembro de 2018. Ele foi proibido de falar sobre o assunto, enquanto o departamento jurídico vai aguardar mais informações sobre as acusações.

No estádio Santa Cruz nenhum dirigente e tampouco advogado quis comentar sobre o assunto. Restou ao técnico Marcelo Veiga tomar uma decisão: afastar o goleiro reserva da delegação que seguiu nesta sexta-feira para Belém (PA), onde, domingo, o Botafogo fará o segundo jogo semifinal da Série D contra o Remo, no Mangueirão.

"O garoto está sob forte pressão e seria arriscado deixá-lo exposto neste momento, pelo menos até tudo ficar bem esclarecido. A gente torce para que tudo dê certo, porque ele sempre teve ótimo comportamento no clube", afirmou Veiga. Andrey treinou normalmente na quinta-feira, mas está mesmo fora do banco de reservas. O titular é o experiente Neneca. O reserva será João Lucas.

Com 22 anos, Andrey chegou ao clube no início do ano e assinou contrato até dia 30 de abril de 2018. Mas ele só atuou uma vez como titular nesta temporada. Foi contra o Mogi Mirim, ainda no Campeonato Paulista.

LEGISLAÇÃO DIFERENTE

Andrey é acusado, junto como atacante Lucas Piazon de abusar de uma mulher de 21 anos. Piazon, formado na base do São Paulo, pertence ao Chelsea, mas está emprestado ao Reading, da segunda divisão inglesa.

A legislação no Canadá sobre o tema é diferente da brasileira. "Abuso sexual" pode ser tanto o ato sexual não consentido quanto um simples beijo forçado. Os jogadores conheceram a vítima em uma boate no dia 25 de julho e a acompanharam até a casa de uma amiga dela. A polícia não explicou o crime.

O suposto abuso sexual cometido pelos jogadores da seleção de futebol teria acontecido um dia depois de a polícia de Toronto pedir a prisão do goleiro da seleção brasileira de polo aquático Thye Bezerra Matos, acusado de assediar uma mulher de 22 anos.

Tags: toronto2015 selefut andrey botafogosp sexual selefut futinternacional assédio abuso