Lédio critica 'conforto' do Atlético com empate: 'Ganha um nível de risco'

Comentarista acredita que critério de gol qualificado representa risco para o Galo na Libertadores

14/07/2021 16:00
compartilhe
Lédio Carmona classificou empate entre Boca Juniors e Atlético como resultado 'arriscado' para o Galo
foto: Reprodução/SporTV

Lédio Carmona classificou empate entre Boca Juniors e Atlético como resultado 'arriscado' para o Galo

O comentarista Lédio Carmona, do SporTV, criticou o que avaliou como 'conforto' do Atlético com o empate em 0 a 0 diante do Boca Juniors, nesta terça-feira (13), em partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Na visão do jornalista, o jogo de volta, no Mineirão, em Belo Horizonte, 'ganha um nível de risco' para o Galo, já que o critério de gol qualificado ainda está em voga nas competições da Conmebol.

No programa Seleção SporTV, o apresentador André Rizek propôs discussão sobre o duelo a partir de uma ótica que classifica que o Atlético se mostrou 'satisfeito' com a igualdade sem gols.

"Me parece que houve uma unanimidade aqui, do Noriega, do Arnaldo, do Lédio, minha... de que o Galo ficou muito satisfeito com o 0 a 0 - como se o 0 a 0 fosse um baita resultado para o visitante, valendo o critério de gol fora de casa. Na verdade, não é, né?", questionou.

Em seguida, Lédio disse acreditar que o técnico Cuca, do Atlético, possivelmente tenha tido em mente a semifinal da Libertadores de 2020. Diante do mesmo Boca Juniors, mas com o Santos, após empate em 0 a 0 na Bombonera, Cuca garantiu vaga para a grande decisão após goleada em 3 a 0 na Vila Belmiro, em Santos.

"Eu acho que o Cuca talvez, inconscientemente, tenha em mente a semifinal do ano passado contra o Boca, né? O Santos empatou com o Boca em 0 a 0 na Bombonera e 'passou o carro' na Vila Belmiro, fez 3 a 0. Mas, às vezes, não funciona. Eu acho que é muito risco. O time do Boca é um time de meninos hoje. Contratou dois jogadores do Huracán, perdeu vários titulares. 'Ah, eram jogadores acomodados, já veteranos'. Ok, mas era um time mais cascudo. Contratou o Rojo para a zaga, aquele da Seleção Argentina, mas é um Boca muito enfraquecido", afirmou.

Na sequência, o comentarista demonstrou discordância com a postura do Atlético no empate sem gols e projetou o confronto de volta. Na avaliação de Lédio, o critério de gol fora de casa representa um grande risco para o Galo.

"Eu acho que o Boca não é melhor do que nenhum time brasileiro que está jogando a Libertadores hoje em dia. O Galo é favorito, mas você ganha um nível de risco para o jogo se o Galo entrar numa noite infeliz. Vai que toma um gol do Boca no início e empata o jogo em 1 a 1? Galo eliminado. Entendeu? Por isso, é um placar muito arriscado", completou Lédio.

Boca Juniors x Atlético: fotos do duelo na Bombonera pela Libertadores


Gol qualificado


Por fim, iniciou-se um breve debate sobre o critério do gol qualificado. Primeiramente, Lédio afirmou ser contrário à regra e a classificou como 'injusta'.

"Esse sistema anacrônico e injusto do gol qualificado (...) causa essas idiossincrasias. O time empata duas vezes e é eliminado porque tomou um gol em casa. Eu não entendo a lógica disso, mas são as regras e o Atlético vai se submeter a isso no segundo jogo. Tomara que consiga avançar, mesmo com esse risco, e faça como o Santos ano passado - passe o carro no Boca", pontuou.

Comentaristas do SporTV debateram sobre critério de gol qualificado
foto: Reprodução/SporTV

Comentaristas do SporTV debateram sobre critério de gol qualificado


Em seguida, André Rizek discordou do comentarista e disse que a ideia inicial da regra era estimular a 'coragem' dos visitantes em duelos eliminatórios. No entanto, em sua avaliação, o que se viu foi uma postura mais comedida dos visitantes.

"Eu gosto do gol qualificado. A ideia por trás dessa regra é fazer com que o visitante se exponha um pouco mais no jogo da ida, não jogue totalmente fechado. O que acabou produzindo na prática? Na prática, a gente vê os mandantes jogando de forma mais cautelosa, com medo de tomar gol dos visitantes. Por isso, a Uefa já decidiu que nos seus torneios, a partir da próxima temporada, não vai valer o gol qualificado. A Conmebol está estudando se adota ou não a mesma medida", opinou.
 
Atlético e Boca Juniors voltarão a se enfrentar na próxima terça-feira (20), às 19h15, no Mineirão, em Belo Horizonte. O Galo jogará por uma vitória para avançar às quartas de final da Libertadores. Em caso de empate com gols, os argentinos selarão classificação. Já se houver nova igualdade sem gols, a decisão ocorrerá nos pênaltis. 

Compartilhe