América

AMÉRICA

Enderson comemora volta por cima do América e cita jogo com dois tempos distintos

Treinador comandou equipe na vitória por 1 a 0 sobre o Santa Cruz

postado em 07/10/2017 21:48

América/Divulgação
As derrotas para Internacional e Oeste aumentaram a pressão sobre o elenco do América. De segundo colocado o time caiu para a quarta posição e ficou perto de deixar o G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, entretanto, os jogadores conseguiram superar o momento conturbado e vencer o Santa Cruz em jogo duro e com polêmica de arbitragem. A atuação no Arruda animou o técnico Enderson Moreira.

“Não adianta ficar lamentando. Não pode entrar no jogo de hoje com o sentimento daquilo que passou. O mais importante é como você reage à derrota. Acho que hoje a gente conseguiu dar uma demonstração disso, principalmente no segundo tempo. No primeiro tempo, a gente ainda trouxe um ‘resquiciozinho’ daquilo que aconteceu”, disse o treinador após a vitória por 1 a 0, em jogo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Durante a entrevista, Enderson deu detalhes de como foi a preparação psicológica para a partida contra o Santa Cruz. O técnico confirmou que precisou passar confiança ao jogadores após a sequência de resultados ruins. Justamente por isso, ele avalia que o jogo deste sábado foi composto por dois tempos bem distintos: no primeiro, domínio dos donos da casa; no segundo, melhora do América.

“No primeiro tempo fomos muito aquém do que somos capazes de fazer. No segundo tempo, não. A gente teve um nível de competitividade que esse elenco sempre demonstrou. A gente buscou o resultado, fez por merecer. O Júlio César fez grandes defesas. Demos poucas oportunidades para eles. Acho que o resultado acabou sendo merecido”, avaliou.

Força defensiva

Mais uma vez, o América precisou apostar no sistema defensivo sólido para garantir a vitória. O time saiu na frente aos 32 minutos do segundo tempo, após chutaço de Matheusinho. A partir daí, pressão do Santa Cruz. No último lance do jogo, inclusive, Anderson Sales - que teve gol mal anulado aos 28’ - cobrou uma falta na trave.

O ‘sufoco’, de acordo com Enderson Moreira, é prova da consistência do time americano. A equipe mineira figura entre as primeiras posições desde o início da competição.

“Nossa equipe é regular, sofre poucos gols. Se não estou enganado, é o 16º jogo que a gente faz sem sofrer gols (é o 15º, na verdade). Isso é importante, porque uma equipe que sofre poucos gols consegue brigar por títulos. Às vezes você faz muitos gols, mas sofre muitos e tem algumas dificuldades. É um time que tem uma capacidade boa, bem organizado, que sabe bem o que faz”, concluiu.

Tags: enderson moreira santacruzpe serieb coelho futnacional interiormg americamg