UAI

2

América perde analista de desempenho para o Flamengo

No clubes desde novembro de 2020, Henrique Américo auxiliava diretamente o coordenador do núcleo de análise, Maickel Padilha

27/01/2022 10:48 / atualizado em 27/01/2022 11:54
compartilhe
Henrique Américo é mestre em Educação Física e tem especialização em futebol
foto: Reprodução/TV Coelho

Henrique Américo é mestre em Educação Física e tem especialização em futebol

O América teve uma baixa em seu setor de Análise de Desempenho. Henrique Américo, de 30 anos, deixou o clube para ir para o Flamengo. O profissional estava no Lanna Drumond desde novembro de 2020.

Na equipe mineira, Américo auxiliava diretamente o coordenador do núcleo de análise, Maickel Padilha. Entre suas funções, estavam listar características dos adversários e observar desempenhos individuais e coletivos do América.
 
Natural de Timóteo, no Vale do Aço, Henrique é mestre em Educação Física e especializado em futebol pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Ele ainda acumula cursos na área, como coaching esportivo, periodização tática e cognição e ação no esporte. Também trabalhou como analista nas categorias de base do Bahia.
 
Nas redes sociais, Henrique se despediu do clube e garantiu ser um 'até logo'.

"Obrigado América! Muito feliz de ter participado e contribuído um pouco nesse momento histórico do clube. Primeira vez semifinalista da Copa do Brasil. Acesso antecipado na Série B. Primeira permanência na Série A. Classificação inédita do clube em uma competição internacional (Libertadores). Ficam agora a gratidão e a certeza que o clube está preparado para alcançar objetivos ainda maiores. Foram momentos incríveis com muito aprendizado, amizades e alegrias que guardarei sempre comigo!! Até logo!!!", escreveu.

A diretoria do América já busca um substituto. O Flamengo, por sua vez, repõe a saída de Cadu Furtado, que deixou a equipe carioca após aceitar convite do Cruzeiro

Além de um novo profissional para a área de análise e inteligência de futebol, o Coelho precisará contratar um diretor de futebol, cargo vago desde a saída de Armando Desessard.

O clube aguarda a definição de quem será o investidor na Sociedade Anônima de Futebol (SAF).



Compartilhe