UAI

2

Como joga e destaques: jornalistas desvendam o Barcelona, rival do América

Jornalistas equatorianos destacaram os pontos fortes, negativos e o principais jogadores do próximo adversário do Coelho na Copa Libertadores

07/03/2022 12:30 / atualizado em 07/03/2022 14:21
compartilhe
Barcelona está invicto na temporada e lidera o Campeonato Equatoriano
foto: Divulgação/Barcelona

Barcelona está invicto na temporada e lidera o Campeonato Equatoriano


Adversário do América na terceira fase da Copa Libertadores, o Barcelona de Guayaquil, do Equador, está em processo de transição no modelo de jogo. Isso porque a equipe teve uma mudança forçada de técnico: Fabián Bustos foi para o Santos, e Jorge Célico assumiu o cargo.


Luis Zapata, comentarista do Mundo Deportivo, acredita que o Barcelona se torna uma equipe mais ofensiva com a chegada de Célico, além da mudança na formação tática. 

"Cada técnico tem seu estilo de jogo. Com Bustos, era um Barcelona mais meticuloso. Com Célico, veremos um time mais ofensivo e muito aplicado em todas as linhas. Célico sempre aposta em um 4-3-3, enquanto Bustos utilizava o 4-2-3-1", analisou.

Carlos Luis Bailón, repórter da Rádio Lluvia, concorda com o colega de imprensa e destaca que o time deve se tornar mais vertical. "Parece que há uma mudança significativa na proposta de jogo. Será mais vertical e ofensivo. Com Fabián, era mais posse de bola e não muito ofensiva."

Ambos citam pontos forte e negativos diferentes. Zapata elogia 'as beiradas da equipe', que conta com jogadores rápidos, e alerta para o jogo aéreo, negativo em sua visão. 

Já Luis destaca o bom controle de bola no meio-campo, mas diz que os atacantes do time equatoriano marcam poucos gols. 
 

Destaques individuais


Os jornalistas acreditam que os grandes destaques do Barcelona para partida contra o América sejam o goleiro Javier Burrai e os meias Emmanuel Martinez e Leonai Souza – único brasileiro da equipe.

Outros citados foram Bryon Castillo, eleito o melhor lateral-direito da Libertadores de 2021, e o meia Damian Díaz, mas eles não viajaram com a delegação para o Brasil. O defensor está com desgaste muscular, enquanto Díaz sofreu ruptura na panturrilha direita.

"Sempre o jogador a seguir será Damian Díaz, mas logo depois de sua expulsão, ele sofreu uma lesão, o que não lhe permitiu jogar nas últimas partidas. Mas acredito que alguns assumiram esse papel, que são Emmanuel Martinez e Leonai Souza", diz Luis Zapata. 

Números favoráveis


O Barcelona está invicto na temporada. Líder do Campeonato Equatoriano, tem três vitórias em três jogos, fez cinco gols e sofreu apenas um. O artilheiro é o meia Gabriel Cortez, com quatro gols. 

A equipe iniciou a trajetória nesta edição da Libertadores na primeira fase, depois de se classificar com a segunda melhor pontuação do Equador em 2021. Avançou nos pênaltis, após empates por 0 a 0 e 1 a 1 com o Torque, do Uruguai. 

Na segunda fase, diante do Universitario, do Peru, venceu por 2 a 0 em casa e assegurou a classificação com novo triunfo, desta vez por 1 a 0, atuando como visitante. 

América e Barcelona se enfrentam nesta terça-feira (8), às 21h30, no Independência, em Belo Horizonte. Uma semana depois, o Coelho vai ao Equador para realizar o jogo de volta, no mesmo horário, no estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guayquil. 


Compartilhe