UAI

2

SAF do América: acordo com dono do Spezia pode ser fechado ainda em julho

Diretoria do Coelho negocia venda de parte das ações com Robert Platek, que também é propiterário do Casa Pia, de Portugal, e Sonderjyske, da Dinamarca

08/07/2022 11:07 / atualizado em 08/07/2022 11:17
compartilhe
América atualizou o Conselho Consultivo na noite dessa quinta-feira
foto: Mourão Panda / América

América atualizou o Conselho Consultivo na noite dessa quinta-feira


O América avançou nas negociações para vender parte da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) ao empresário norte-americano Robert Platek, dono do Spezia da Itália. O possível investidor do clube mineiro também é proprietário do Casa Pia, de Portugal, e do Sonderjyske, da Dinamarca. O acordo pode ser fechado ainda neste mês.


Assim como os demais investidores, o norte-americano foi mapeado pela Ernst & Young, empresa que presta serviços de auditoria, impostos, transações e consultoria. Ele sinalizou concordar com as exigências feitas pela diretoria alviverde, que aguarda uma proposta oficial.

A partir disso, o clube estipulou um prazo para que essa oferta seja entregue. A expectativa é que, caso as cláusulas estejam de acordo com o que foi apalavrado, a parceria seja finalizada ainda neste mês.

Os moldes da negociação


O Superesportes apurou que o América trabalha em ceder entre 45% a 55% das ações. A porcentagem não deverá ser um problema para a finalização do acordo.

O Coelho quer que o parceiro invista no clube por cinco anos. O valor inicial não é o problema, mas sim a quantia que será colocada no futebol e a segurança do clube para retomar a gestão, em caso de algum problema. Esses fatores já haviam sido citados por Marcus Salum, presidente do América SAF.

A cúpula alviverde já mapeou possíveis investimentos a partir da finalização do acordo, tanto em relação ao futebol quanto à estrutura. Outro ponto é que o clube não cederá nenhuma de suas propriedades, como lojas, o CT Lanna Drumond e o Independência. 

Na noite dessa quinta-feira, em reunião periódica com ex-presidentes, Salum atualizou o Conselho Consultivo sobre como estão as negociações. A reportagem apurou que os conselheiros deixaram o encontro com boas expectativas em relação à possível proposta de Platek. 

Em entrevistas concedidas recentemente, Salum disse que o América poderia surpreender a qualquer momento. O dirigente - maior responsável pelas negociações envolvendo a SAF - também já havia revelado que um dos possíveis parceiros era norte-americano e com expertise no futebol.

Por fim, vale ressaltar que essas são as ideias iniciais do clube e, que, a princípio, o investidor estaria de acordo com a maioria delas. Uma proposta formal deverá ser entregue para que o América já possa usufruir de investimentos na janela de transferências que se abre no dia 18 de julho. 

O possível investidor do América


Robert Platek se tornou proprietário do Spezia em fevereiro de 2021, após assumir 100% das ações da empresa Orlean Invest, holding do empresário italiano Gabriele Volpi.

Robert Platek (segundo da esquerda para a direita) se tornou propietário do Spezia em fevereiro do ano passado
foto: Divulgação/Spezia

Robert Platek (segundo da esquerda para a direita) se tornou propietário do Spezia em fevereiro do ano passado



No processo de aquisição do Spezia não houve nenhuma participação do fundo MSD Capital, somente um investimento pessoal da família Platek. 

De acordo com a imprensa italiana, Platek teria investido por volta de 22 milhões de euros (cerca de R$ 140 milhões na época) para fazer a aquisição. Na temporada 2021/2022, o Spezia - clube de porte baixo/médio da Itália, ficou em 16º no campeonato nacional.

Além da equipe italiana, Platek é proprietário do Casa Pia, de Portugal, e do Sonderjyske, da Dinamarca. O primeiro teve uma boa temporada, ao conseguir o acesso à Primeira Divisão, enquanto o segundo foi rebaixado. 

No final de 2019, o empresário também tentou comprar o Sunderland, da Inglaterra, mas as negociações não avançaram. 

Compartilhe