Atlético-GO

COPA DO BRASIL

Com time misto, Inter vence Atlético-GO de novo e avança na Copa do Brasil

Titular, Thiago Galhardo comandou Colorado na classificação

postado em 03/11/2020 23:41

(Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Em uma partida fraca, o Internacional nem precisou fazer muita força para avançar às quartas de final da Copa do Brasil. Nesta terça-feira, com mais um gol de Thiago Galhardo e um golaço de Rodinei, o Colorado venceu o Atlético Goianiense por 2 a 1 no Beira-Rio, pelo duelo de volta das oitavas de final.

O Inter já havia se dado melhor no confronto de ida, em que tinha triunfado pelo mesmo placar. Nesta terça, ainda que sem correr riscos, fez um primeiro tempo fraco e só pôde respirar aliviado quando Galhardo - o seu artilheiro em 2020 - marcou o primeiro gol da partida, chegando aos 21 na temporada. Acionado no intervalo, porém, não ficou até o fim em campo, por causa de dores no tornozelo, algo que preocupa para a sequência das competições.

Além do Inter, São Paulo e Cuiabá também já estão garantidos na próxima fase da Copa do Brasil, que terá os outros cinco participantes definidos até quinta-feira, com os sorteios dos duelos agendados para sexta-feira.

Em situações bem diferentes no Brasileirão, os times voltarão a jogar no fim de semana. O líder Inter terá pela frente o Coritiba no domingo, no Beira-Rio, enquanto o Atlético-GO, em 13º, visitará o Corinthians no sábado, na Neo Química Arena.

O JOGO


O técnico Eduardo Coudet optou por escalar o Inter com apenas quatro titulares - Marcelo Lomba, Cuesta, Zé Gabriel e Patrick -, poupando até mesmo Galhardo, suspenso do compromisso com o Coritiba. Além disso, não podia contar com Marcos Guilherme, contundido.

Assim, composto basicamente por reservas, especialmente no setor ofensivo, o Inter fez um primeiro tempo ruim. Viu o Atlético-GO ocupar o campo de ataque nos minutos iniciais e até ameaçar no rebote de uma cobrança de falta, com Nicolas. Marcava forte o time gaúcho e dominava o meio-campo, forçando o adversário a apostar na ligação direta.

Para sorte do Inter, embora o Atlético-GO exibisse organização, errava muitos passes - foram 55 na etapa inicial, contra 39 da equipe gaúcha -, o que deixou a partida morosa. Assim, sem ser ameaçado, o time ainda teve uma chance na etapa inicial, com Nonato, forçando Jean a fazer grande defesa aos 43 minutos.

Não foi suficiente, claro, para satisfazer Coudet. E ele voltou para o segundo tempo com dois dos seus principais titulares: Galhardo e Edenilson. Foi um deles, o seu artilheiro, que deixou o time mais perto da classificação. Aos nove minutos, Nonato chutou forte de longe. Jean bateu roupa, Galhardo ficou com o rebote, cortou o goleiro e bateu para as redes: 1 a 0.

A partir daí, o jogo esfriou de vez. Mas o Inter contou com outro reserva que deixou o banco no intervalo para fechar o placar. Aos 31, Edenilson acionou Rodinei na direita. O lateral cortou Nicolas e chutou colocado e no ângulo da meta de Jean.

O duelo, então, ficou mais aberto. O Atlético-GO ainda teve a chance de repetir o placar do jogo de ida, mas Zé Gabriel salvou em cima da linha uma finalização de Júnior Brandão, aos 36. Só que aos 39 ele marcou. Nas costas de Moisés, o atacante chutou cruzado. A bola passou por Lomba e o zagueiro não conseguiu cortar: 2 a 1 e Inter classificado.

INTERNACIONAL 2 x 1 ATLÉTICO-GO


INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Rodinei, Zé Gabriel, Víctor Cuesta e Moisés; Musto, Nonato, Johnny (Edenílson) e Patrick (D’Alessandro); Leandro Fernández (Thiago Galhardo, depois Praxedes) e Yuri Alberto (Abel Hernández)
Técnico: Eduardo Coudet

ATLÉTICO-GO
Jean; Luan, João Victor, Gilvan e Nicolas; Marlon Freitas, Willian Maranhão e Chico (Matheuzinho); Janderson, Hyuri (Junior Brandão) e Matheus Vargas (Wellington Rato)
Técnico: Eduardo Souza

Motivo: jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil 
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
GOLS: Thiago Galhardo, aos 9, e Rodinei, aos 31, e Junior Nonato, aos 39 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Gilvan, João Victor (ATL); Yuri Alberto e Nonato (INT)

Tags: internacional misto copadobrasil atleticogo thiago galhardo