UAI

2

Atlético-GO leva gols no fim e perde invencibilidade na Copa Sul-Americana

Dragão é batido pelo Antofagasta, no Chile, por 2 a 1, e sofre primeira derrota pela competição, mas ainda está na liderança do grupo

27/04/2022 23:44
compartilhe
Airton carrega a bola na derrota do Dragão: goianos se mantêm na liderança
foto: Edgar Cross/AFP Photo

Airton carrega a bola na derrota do Dragão: goianos se mantêm na liderança


Na noite desta quarta-feira, o Atlético-GO perdeu a invencibilidade na Copa Sul-Americana. O Dragão sofreu a derrota de virada, por 2 a 1 para o Antofagasta-CHI, no Estádio Regional de Antofagasta. Apesar do resultado, a equipe goiana se mantém na liderança do Grupo F com seis pontos. Já o adversário, com três, ocupa a última posição.

O Dragão volta a campo no sábado para enfrentar o Cuiabá, às 19h (de Brasília), pela quarta rodada da Série A do Brasileirão. Do outro lado, o Antofagasta recebe o O´Higgins pelo Campeonato Chileno, no mesmo dia, às 13h.

O JOGO


O Atlético-GO assustou a equipe chilena logo aos dois minutos do primeiro tempo. Shaylon encontrou Hayner, que finalizou bem, mas González fez a defesa. No rebote, Churín tentou e viu a defesa afastar. Minutos depois, Leandro Barcia ficou com a sobra após cobrança de escanteio e arriscou ao gol, mas González estava atento e salvou.

Na reta final, Churín recebeu cruzamento na área e cabeceou bem. No entanto, mais uma vez, o goleiro adversário estava atento e se esticou para defender. Nos acréscimos da primeira etapa, Gabriel Noga abriu o placar para os visitantes. Shaylon cobrou falta na área e o zagueiro apareceu para concluir ao gol e colocar o Atlético-GO em vantagem.

A equipe goiana voltou ao segundo tempo pressionando os chilenos. Baralhas, Airton e Shaylon assustaram o goleiro adversário antes dos dez minutos da etapa final. Aos 20, o Dragão teve outra boa oportunidade de ampliar o placar, mas Shaylon desperdiçou e finalizou fácil para González defender. Pelo lado do Antofagasta, Jason Flores chegou na área, mas chutou por cima do gol de Ronaldo aos 27 minutos.

Pouco depois, novamente o camisa 10 levou perigo com um cabeceio, mandando a bola rente à trave. Aos 36, após contato entre o goleiro Ronaldo e López, o juiz assinalou a penalidade para os chilenos. Na cobrança, Jason Flores deixou tudo igual. Quase na sequência, a equipe chilena virou. Manuel López aproveitou cruzamento na área e apareceu para para balançar a rede. Ainda, nos minutos finais, Hayner foi expulso pelo lado dos brasileiros, enquanto do outro, Andrés Robles recebeu o vermelho.

Compartilhe