Atlético

COPA LIBERTADORES

Vaga na Libertadores 'cai no colo' do quinto colocado do Uruguai; entenda

Montevideo Wanderers se classificou, mas um dos três primeiros ficará fora

postado em 22/02/2021 16:58 / atualizado em 22/02/2021 19:35

(Foto: Divulgação)
O calendário 2020/2021 do futebol uruguaio foi duramente afetado pela pandemia de COVID-19. Como o campeonato nacional não acabará antes do início da Copa Libertadores, a associação de futebol do país mudou o regulamento para a temporada e definiu as vagas por meio de convite. Desta forma, o atual quinto colocado, Montevideo Wanderers, se garantiu na segunda fase. 

Até aí, tudo certo. O que chama a atenção é que um dos três primeiros colocados (Nacional, Montevideo City Torque e Peñarol) ficará fora da competição. O Superesportes mostra abaixo todos os classificados para a Libertadores 2021 e explica a “bagunça” no futebol uruguaio.


 

Explicações

 
O Uruguai terá quatro representantes na próxima Libertadores: um a partir da primeira fase, um da segunda e dois dos grupos.

O primeiro foi o Liverpool, que ingressa na primeira fase do torneio. O rival será a Universidad Católica, do Equador. Depois, o Wanderers, que entra na segunda fase contra o Bolivar, da Bolívia. 

Você deve estar se perguntando sobre qual foi o critério dos convites. A gente explica agora.
 
Por conta da pandemia da COVID-19, o futebol do país vive ainda o calendário de 2020, e não haverá tempo hábil para definir as vagas na próxima Libertadores com os mesmos critérios adotados tradicionalmente. Afinal, o Campeonato Uruguaio ainda estará em disputa quando a competição continental começar.
 
Devido ao atraso no calendário, a Asociación Uruguaya de Fútbol (AUF) se viu obrigada a modificar o regulamento e definir novos parâmetros sobre a definição dos seus representantes nas competições internacionais de 2021.
 
A entidade resolveu que as vagas na Libertadores (e também na Copa Sul-Americana) serão preenchidas com base na “fotografia de momento” da Tabla Anual, classificação que leva em consideração o desempenho dos times nos três torneios nacionais disputados na temporada (Apertura, Intermedio e Clausura).
 
Tudo isso obedecendo prazos de inscrição pré-estabelecidos pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).
 
Exemplo: a AUF tinha até 7 de fevereiro para informar à Conmebol qual seria seu representante na primeira fase da Libertadores. A entidade uruguaia, então, convidou o primeiro colocado da Tabla Anual (Nacional) para ocupar o posto. O time, porém, recusou o chamado, já que crê ser possível conseguir um lugar na fase de grupos, a depender de resultados das próximas rodadas.
 
Com o ‘não’ do Nacional, a AUF convidou o segundo colocado da Tabla Anual, que é o Montevideo City Torque. A resposta também foi negativa. O mesmo aconteceu, posteriormente, com o terceiro colocado, Peñarol, e o quarto, Rentistas.
 
E é aí que entra o Liverpool, que ocupava a quinta posição da Tabla Anual e aceitou o chamado para jogar a Libertadores a partir da primeira fase.
 
A situação aconteceu novamente para a vaga na segunda fase. Os três primeiros colocados (Nacional, Montevideo City Torque e Peñarol) recusaram a vaga visando se garantir na fase de grupos. Quarto colocado, o Liverpool já está inscrito na primeira fase e, por isso, não pôde aceitar o novo convite.
 
Com isso, o Wanderers, que ultrapassou o Rentistas, recebeu o convite e se garantiu na Libertadores.
 
Faltam seis rodadas para o fim do torneio. A Tabla Anual aponta o Nacional, líder, com 60 pontos. O segundo colocado é o City Toque, com 53, um a mais que o Peñarol.
 
Restam agora duas vagas do futebol uruguaio para a fase de grupos e, obrigatoriamente, um dos três primeiros não estará na Libertadores. A AUF tem até 11 de abril para comunicar os times que jogarão a competição.




Tags: atleticomg futinternacional futnacional flamengorj fluminenserj saopaulosp palmeirassp gremiors internacionalrs seriea santossp libertadores2021