Atlético

ATLÉTICO

Oswaldo de Oliveira cita dificuldade com desfalques e vê empate como 'bom resultado'

Treinador diz que time sentiu falta de ritmo e resistiu 'heroicamente'

postado em 12/11/2017 22:46 / atualizado em 12/11/2017 23:05

Bruno Cantini/Atletico
O empate por 2 a 2 com o Bahia, neste domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro, foi satisfatório para o Atlético. Pelo menos na visão do técnico Oswaldo de Oliveira. Com muitos problemas para armar a equipe – foram sete desfalques (seis titulares) – o treinador considera que o Galo conquistou um placar ‘heroico’ em confronto direto por vaga na Copa Libertadores. 

Oswaldo não pôde escalar Leo Silva, Fred e Adílson, todos suspensos pelo terceiro cartão amarelo, além de Marcos Rocha, Cazares e Gabriel, que ficaram no departamento médico. Mesmo caso de Felipe Santana, suplente imediato para a zaga, também com problema físico. Com tantos desfalques, o técnico disse que a falta de ritmo de jogo de atletas que vinham atuando pouco, como Bremer, Matheus Mancini e Roger Bernardo, foi um desafio a mais para o Galo na Arena Fonte Nova.



“Foi um jogo muito movimentado, com muitas alternativas. A nossa equipe com muitas modificações, vários jogadores que não puderam participar. Todos têm treinado muito bem, mas tinha jogador ali que não tinha ainda jogado ou, que por motivo de contusão, há muito tempo não jogava. Isso sobrecarrega muito o trabalho da equipe”, avaliou o comandante, que gostou do comprometimento da equipe, que levou a virada e ainda assim buscou o empate, considerado, pelas circunstâncias, um resultado positivo. 

“A equipe foi bem, conseguiu fazer um gol na frente, o que desmontou um pouquinho os planos do Bahia. E resistiu heroicamente, porque foi uma batalha muito grande. Quem jogou mesmo, quem está com menos ritmo, sente a partida. Alguns jogadores nossos sentiram muito. A saída do Yago, por exemplo, foi muito lamentada, porque ele vinha fazendo uma partida excelente, cumprindo as determinações à risca. Mas acho que, no final, o empate foi um bom resultado para o Atlético”, comentou.



Tags: oswaldo de oliveira seriea atlético galo empate salvador interiormg técnico treinador