Atlético

ATLÉTICO

Luan acumula funções no Atlético e segue longe do gol, apesar de ter voltado para a ponta

Versátil, jogador é cobrado por Larghi para iniciar jogadas na defesa

postado em 10/08/2018 06:30

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Depois de passar boa parte do primeiro semestre como meio-campista, Luan voltou a atuar como ponta no Atlético. As funções do versátil jogador, entretanto, não mudaram completamente, mesmo com o posicionamento diferente.

O setor do campo inicialmente ocupado por Luan no 4-3-3 montado por Thiago Larghi é a ponta direita. As movimentações do jogo fazem com que o meia-atacante recue para ajudar os zagueiros na saída de bola e atue como um elo entre defesa e ataque.

Essa foi justamente uma das funções exercidas por Luan enquanto meio-campista no primeiro semestre. A ordem para recuar, afastar-se do ataque e ‘abandonar’ a ponta vem de Thiago Larghi. Nada que irrite o ‘Menino Maluquinho’.

“Todo jogador gosta de ficar perto do gol. Mas o que estou fazendo é pedido do Thiago. Eu tenho que ajudar a minha equipe independentemente da posição em que vou jogar. Não me sinto sacrificado não. Me sinto honrado de poder jogar em várias funções”, analisou Luan, em entrevista coletiva na Cidade do Galo.

Reprodução/Footstats

Os mapas de calor acima, produzidos pelo Footstats - site especializado em coleta de dados de futebol -, dão ideia das mudanças e semelhanças do posicionamento de Luan.

À esquerda, a movimentação do jogador na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, em 24 de abril, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. Naquela partida, Luan formou o trio de meio-campistas ao lado de Adilson (mais recuado, ao centro) e Gustavo Blanco.

O lado esquerdo do gramado foi o mais ‘pisado’ pelo jogador naquele duelo no Independência. As aparições na ponta foram menos frequentes.

À direita, o mapa de calor de Luan na derrota por 1 a 0 para o Internacional, na última segunda-feira, no Horto. Embora o jogador tenha atuado como ponta pelo lado direito, a imagem mostra como ele flutuou pelo meio durante a partida.

Mudar por quê?

Além de tentar melhorar a saída de bola do time - aspecto cobrado de forma recorrente por Thiago Larghi -, a orientação para que Luan recue para iniciar as jogadas muda as funções de outros jogadores. São os casos, teoricamente, do lateral-direito Emerson e do meio-campista Elias.

“O Thiago me pediu para vir buscar a bola no pé dos zagueiros para abrir espaço para o Elias infiltrar, para o Emerson passar. O Emerson ataca muito. Então, ele (Larghi) me pediu para fazer isso para poder soltar o Emerson, para ele atacar melhor o fundo”, analisou Luan.

A estratégia tende a ser mantida na próxima partida do Atlético. O time mineiro enfrenta o Santos neste domingo, a partir das 11h, no Independência, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Acho que está dando certo, confundindo a defesa. Mas está precisando chegar mais, com força dentro da área, lógico, com poder de finalização maior”, concluiu.

Tags: luan galo seriea futnacional interiormg atleticomg