Atlético

ATLÉTICO

Médico do Atlético faz alerta sobre risco de lesões na volta dos jogadores

Comissão técnica está atenta para não forçar o grupo na retomada

postado em 21/05/2020 07:03

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
Com a volta das férias, a preocupação do Atlético se divide entre a pandemia do novo coronavírus e o recondicionamento físico dos jogadores, que ficaram mais de 60 dias sem treinar por causa da paralisação provocada pela COVID-19. O responsável pelo departamento médico do clube, Rodrigo Lasmar, disse que o retorno das atividades foi programado com cautela para não expor o grupo ao risco de lesões. 

Rodrigo Lasmar citou como exemplo a retomada do Campeonato Alemão, no fim de semana passado. O longo período de inatividade resultou em casos de lesões entre os jogadores da Bundesliga – foram oito atletas contundidos logo nas primeiras seis partidas no reinício da competição. Com isso, o Atlético ligou o sinal de alerta para que o retorno do grupo às atividades na Cidade do Galo ocorra de forma progressiva. 

“Esse exemplo que tivemos na Europa no fim de semana serve para que tenhamos cuidado com os nossos jogadores. Isso foi motivo de discussão interna com a comissão técnica”, revelou o diretor-médico do Atlético, em entrevista à Rádio Itatiaia. Ele disse que a preparação física tomará as precauções para não forçar muito neste momento de retomada de treinos. 



“Os trabalhos de preparação ficam a cargo do Pablo (Fernández), mas temos discutido e mostrado a ele que o tempo de inatividade nunca foi tão grande para um jogador de futebol, mais de 60 dias. E a grande maioria deles não fez absolutamente de trabalho específico de futebol. Talvez um trabalho de esteira, bicicleta, mas dentro de casa, que é muito diferente de um trabalho em campo”, enfatizou Lasmar.

“Então é importante que os preparadores físicos tenham esse cuidado, essa atenção, para que a volta aos treinos seja de forma progressiva e que esse risco de lesão não venha prejudicar as equipes. É importante essa discussão interna e o cuidado da comissão técnica”, comentou o médico do Galo e da Seleção Brasileira.

Depois da paralisação de dois meses nas atividades, o grupo profissional do Atlético voltou aos treinos nessa terça-feira. A Cidade do Galo foi preparada de acordo com o protocolo de saúde desenvolvido para receber os atletas e evitar o risco de contágio pelo novo coronavírus. Os atletas foram divididos em grupos e trabalham em horários espaçados e com equipamentos próprios em campo, sem aglomeração. Rodrigo Lasmar informou ainda que o departamento médico está vazio, com todos em condição de cuidar do condicionamento. 

Tags: atlético jogadores cidade do galo comissão técnica lesões Galo interiormg departamento médico rodrigo lasmar