Atlético

Série A

Análise: Galo não pode deixar o ritmo cair

Irregularidade dentro da partida contra o Ceará deve ser motivo de preocupação para a comissão técnica comandada por Jorge Sampaoli

postado em 22/11/2020 20:03

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
O ponto conquistado pelo Atlético em Fortaleza, no empate por 2 a 2 com o Ceará, deve ser muito valorizado, pois permitiu retomar a liderança do Campeonato Brasileiro mesmo com muitos desfalques em virtude da COVID-19. Porém, é bom que os atletas tomem consciência de que precisam dar mais nesta reta decisiva de competição.

O time mostrou um certo desleixo durante alguns momentos da partida no Castelão, o que é inaceitável para um time que almeja o título. A mobilização deve ser a mesma, independentemente de o adversário ser uma equipe que briga pela taça, como o Flamengo, ou contra o rebaixamento, caso do time cearense.

É preciso que Jorge Sampaoli não permita que os atletas caiam no marasmo em jogos considerados mais fáceis. O próximo compromisso, contra o Botafogo, quarta-feira, no Mineirão, será mais uma oportunidade de a equipe reafirmar que é o melhor time brasileiro na atualidade.

De positivo no jogo deste domingo ficou o poder de reação mostrado pelo Galo, mesmo com um jogador a menos em metade do segundo tempo.. A entrada de Marrony foi fundamental e pode fazer o treinador repensar a formação que vem usando no ataque. O ex-jogador do Vasco pede passagem e deve ser, no mínimo, o 12º jogador da equipe.

Também deve-se louvar o desempenho do goleiro Rafael, que salvou o time alvinegro quando jogo estava 2 a 1 para o Ceará. O camisa 32 mostrou toda a qualidade e profissionalismo, não sentindo a falta de ritmo depois de muito tempo sem atuar.

Tags: Campeonato Brasileiro Ceará Atlético Série A Fortaleza Castelão