Empate por 0 a 0 fora é bom negócio? Veja exemplos na própria Libertadores

Galo tenta repetir 2016 e eliminar argentino em casa após jogo sem gols fora

14/07/2021 16:38 / atualizado em 14/07/2021 16:38
compartilhe
Atlético não teve boa atuação e pouco ameaçou o Boca no jogo
foto: Pedro Souza/Atlético

Atlético não teve boa atuação e pouco ameaçou o Boca no jogo


O Atlético ficou no 0 a 0 com o Boca Juniors, na Bombonera, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa Libertadores. Para se classificar, o Galo precisa da vitória na próxima semana, no Mineirão. Isso por causa da regra do gol fora de casa, que pode favorecer o time argentino. Mas os números da competição mostram que o alvinegro conseguiu um bom negócio como visitante.
 
O Superesportes fez um levantamento das fases classificatórias (oitavas, quartas e semifinais) desde 2005, quando passou a valer a regra do gol fora de casa. Foram 24 situações em que a partida de ida terminou sem gols. Destas, o time que decidiu em casa avançou em 19 oportunidades - veja todas as situações na galeria abaixo.

Empate por 0 a 0 fora é bom negócio? Veja exemplos da Libertadores


 
Se a galeria não aparecer ou não funcionar para você, clique aqui ou atualize esta página.
 
O Atlético já vivenciou essa situação contra outro time argentino. Em 2016, o Galo empatou por 0 a 0 com o Racing, fora de casa, pelas oitavas de final. No jogo de volta, no Independência, o alvinegro venceu por 2 a 1 e se classificou.
 
O Boca teve duas experiências de empatar a primeira em casa por 0 a 0. E o resultado final não foi nada agradável. Em 2020, a equipe foi eliminada pelo Santos (do técnico Cuca), com derrota por 3 a 0. Em 2013, perdeu para o Newell's Old Boys nos pênaltis após novo jogo sem gols (o vencedor acabou sendo eliminado para o Atlético na semifinal).
 
Atlético e Boca Juniors voltam a se enfrentar na Copa Libertadores na próxima terça-feira, às 19h15, no Mineirão.

Fotos do modelo vencedor do Manto da Massa 113



Compartilhe