Atlético

ATLÉTICO

Ídolo e em alta, Réver esteve em lista de dispensa recente no Atlético

Zagueiro alcançou 300 jogos pelo Galo, mas passagem poderia ter sido abreviada, segundo relato do ex-vice-presidente Lásaro Cândido da Cunha

postado em 21/10/2021 15:00 / atualizado em 21/10/2021 15:07

(Foto: Pedro Souza/Atlético)

Ídolo da torcida do  Atlético , o zagueiro Réver viveu uma noite mágica nessa quarta-feira. No Mineirão, fez o  300º jogo com a camisa alvinegra  na goleada por  4 a 0 sobre o Fortaleza , pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil. De quebra, marcou um dos gols e se emocionou - afinal, também era dia do aniversário de 12 anos do seu casamento. A lua de mel com os atleticanos foi renovada, mas nem tudo foram flores nesta segunda passagem do defensor de 36 anos. Recentemente, ele esteve em uma lista de dispensa...



No primeiro semestre de 2020, o então técnico do Atlético, Jorge Sampaoli, avisou à diretoria que não contava com o futebol do capitão do título da Copa Libertadores de 2013. Com o tempo, porém, as boas atuações em treinamentos e em jogos fizeram com que Réver convencesse do contrário o treinador argentino, que atualmente dirige o Olympique de Marseille, da França.

Quem lembrou dessa situação foi o ex-vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, em publicação nas redes sociais nesta quinta-feira. "O último treinador antes do Cuca (Sampaoli) queria descartar Réver. Na época, internamente, falei: para o jogo posicional do ex-treinador, Réver seria titular. Não deu outra. Tem posicionamento e passe refinado. Óbvio que em função da idade não joga todos (os) jogos, mas eleva o nível da zaga e ensina os jovens", contou.

Numa entrevista à Rádio Itatiaia  em outubro de 2020, Réver falou sobre uma conversa que teve com Sampaoli pouco depois de o treinador chegar à Cidade do Galo. "A gente teve uma conversa muito rápida sobre o que ele pensava a meu respeito e deixou bem claro algumas as ponderações dele. Mas nem por isso acabou me descartando”, disse.

"A gente entende que velocidade não é tudo para o jogador do setor defensivo. Claro que ela, em algumas situações, pode ajudar, mas a gente tem que saber o que fazer com a bola. Acredito que o jogador precisa pensar rápido para que você tenha um posicionamento melhor e um passe aprimorado. Talvez isso tenha me favorecido bastante e feito com que nosso treinador, de repente, mudasse de ideia, de opinião, vendo o dia a dia, os treinamentos, os resultados dos jogos. Talvez isso tenha feito com que o Sampaoli mudasse de ideia a meu respeito”, concluiu.

Tags: galo destaque rever atleticomg futnacional sampaoli seriea