UAI

2

Atlético fecha acordo de R$ 5 milhões e encerra pendências com agente Fifa

Vice-presidente diz que valor ficou de bom tamanho para as duas partes

20/01/2022 19:23 / atualizado em 20/01/2022 20:05
compartilhe
José Murilo Procópio ressaltou que acordo agradou aos envolvidos no processo
foto: Bruno Sousa/Atlético

José Murilo Procópio ressaltou que acordo agradou aos envolvidos no processo


Nesta quinta-feira, o Atlético fechou acordo com o empresário Giuliano Bertolucci, que acionou o clube no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD), para cobrar o pagamento de débitos relativos à negociação de jogadores. A informação foi divulgada pelo GE e confirmada pelo Superesportes. O valor é de cerca de R$ 5 milhões. 

Ao Superesportes, José Murilo Procópio, vice-presidente do Atlético, disse que o acordo ficou de bom tamanho para as duas partes. As dívidas cobradas pelo agente de futebol são referentes às negociações do zagueiro Bremer, em 2018, e do atacante Yimmi Chará, adquirido ao Junior Barranquilla, da Colômbia, no mesmo ano, por cerca de US$ 6 milhões (R$ 32,5 milhões na cotação atual). 

Bremer foi negociado pelo Galo ao Torino, da Itália, em julho de 2018. O valor, que não foi divulgado oficialmente, seria de 6 milhões de euros - cerca de R$ 27 milhões na época. Já o colombiano Chará teve os direitos vendiodos ao Portland Timbers-EUA no fim de 2019, pelos mesmos US$ 6 milhões que o Galo investiu para trazê-lo do Junior Barranquilla. 

Bertolucci acionou o TJMG para cobrar R$ 6,3 milhões do Atlético e, em decisão proferida em 2 de dezembro do ano passado, o clube teve penhorada parte da premiação recebida da CBF pelo título do Brasileirão - o Galo alegou na ocasião que já tinha recebido o prêmio da entidade. No dia 22 do mesmo mês, as partes entraram em acordo, o que resultou na extinção do processo. No CNRD, os valores estão sob sigilo.  

Compartilhe