2

Missão Libertadores: as contas do Atlético por vaga no torneio continental

Galo tem alento com iminente transformação do G6 em G8, mas precisa melhorar desempenho se quiser vaga direta na fase de grupos do torneio continental

16/09/2022 07:30 / atualizado em 16/09/2022 08:14
compartilhe
Atlético faz contas por uma vaga na Libertadores de 2023
foto: Pedro Souza/Atlético

Atlético faz contas por uma vaga na Libertadores de 2023


Na reta final da temporada 2022, o Atlético trabalha com uma missão praticamente inegociável: conquistar uma vaga na Copa Libertadores de 2023. Veja, a seguir, as contas e probabilidades do clube mineiro, que tem 40 pontos e ocupa a 7ª posição na Série A do Campeonato Brasileiro.
 
 

Neste momento, considerando o G6 do Brasileirão como zona classificatória à próxima Libertadores, o Departamento de Matemática da UFMG calcula que o Galo tem 33,1% de chances de ficar com uma das vagas. Apesar disso, com Flamengo (3°), Corinthians (5°) e Athletico-PR (6°) envolvidos em finais de copas, há grande possibilidade de que o G6 se transforme em G8.

Ainda de acordo com a UFMG, a equipe que alcançar 61 pontos terá 99,4% de chances de garantir uma vaga na Libertadores (considerando um G6). Para atingir essa marca, o Atlético precisaria somar 21 pontos nos 12 jogos finais - algo como sete vitórias, ou seis vitórias e três empates, por exemplo.

Nas contas dos matemáticos da Federal, ainda em um cenário de G6, 66 pontos garantiriam vaga no torneio continental independente das circunstâncias. Para chegar até lá, o Galo precisaria somar outros 26 nos 12 últimos compromissos - algo como oito vitórias e dois empates.

Classificados para a Libertadores de 2022


No Campeonato Brasileiro de 2021, com a transformação do G6 em G8, Fluminense (7°) e América (8°) também garantiram participação na Libertadores de 2022. Na última edição da Série A, o Tricolor das Laranjeiras somou 54 pontos, enquanto o Coelho fez 53.

Levando em consideração um cenário idêntico ao fim do Brasileirão de 2022, o Atlético precisaria, em tese, de mais 13 pontos para alcançar a pontuação do rival na edição passada. Com essa conta em mente, o Galo necessitaria de algo como quatro vitórias e um empate nos 12 últimos jogos da atual edição.
 
 

Este, no entanto, não é o objetivo do clube mineiro, que almeja uma vaga direta na fase de grupos do torneio continental em 2023. Em um ano de premiações abaixo do esperado e finanças ainda mais prejudicadas, ter a melhor colocação possível no Campeonato Brasileiro fará diferença para os cofres do Atlético.

Se as premiações da Série A seguirem os moldes de 2021, por exemplo, o 4° colocado receberá R$ 28 milhões pelo desempenho esportivo, enquanto o 8° ficará com R$ 21,4 milhões.

Em busca de uma retomada de performance constante, o Galo tem seu primeiro compromisso nesta missão diante do Avaí, às 16h30 deste sábado (17/9), na Ressacada, em Florianópolis. A partida será válida pela 27ª rodada.
 
 

Compartilhe