Botafogo

SÉRIE A

Com um gol de pênalti aos 53 do segundo tempo, Bahia vence o Botafogo em Salvador

Rodriguinho marcou e definiu jogo pela Série A do Campeonato Brasileiro

postado em 08/11/2020 21:45 / atualizado em 08/11/2020 22:21

(Foto: Felipe Oliveira/Bahia)
Na espera do técnico argentino Ramón Díaz, o Botafogo sofreu mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. Com um pênalti convertido por Rodriguinho aos 53 minutos do segundo tempo, o time carioca perdeu para o Bahia por 1 a 0, neste domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 20ª rodada.

Dirigido interinamente por Flávio Tenius, o Botafogo abre a zona de rebaixamento, com 20 pontos. Ramón Díaz só desembarcou no Rio de Janeiro na madrugada de sábado para domingo e deve estrear na próxima rodada. O Bahia, em recuperação, aparece com 22 pontos, em 14.º lugar.

Repleto de desfalques, por lesões e pela COVID-19, o Botafogo ainda perdeu Guilherme Santos logo aos 13 minutos. Ele sentiu uma lesão muscular na perna esquerda após uma finalização. Caiu em campo, chorando, e acabou substituído por Davi Araújo.

Mas o jogo seguiu muito equilibrado, inclusive na posse de bola. Aos poucos aconteceram alguns lances mais perigosos. Todos favoráveis ao Bahia. Aos 28 minutos, Élber apareceu pelo lado esquerdo e finalizou, mas o goleiro Saulo espalmou na segurança. Outra boa chance saiu aos 37. Depois de escanteio de Juninho Capixaba, Lucas Fonseca cabeceou, houve desvio na defesa e Saulo espalmou de novo.

Se o Botafogo não chegava com perigo ao ataque, o Bahia errava sempre o último passe e não finalizava em boas condições. Naquela altura, já se desenhava o empate sem gols ao final do primeiro tempo. Mas, aos 43 minutos, o Bahia balançou as redes e o VAR anulou.

Foi a sorte do goleiro Saulo, que teria tomado um frango. Fessin chutou em cima de Marcelo Benevenuto, a bola subiu e o atacante cabeceou de cima para baixo. O goleiro se abaixou para encaixar, porém a bola ainda passou entre suas pernas. O árbitro foi chamado pelo VAR, que viu, de forma correta, uma falta no início da jogada de Nino Paraíba em cima de Davi Araújo.

No segundo tempo, o Bahia ainda tentou imprimir uma pressão inicial na esperança de abrir o placar. Mas, errando muitos passes, não conseguiu ultrapassar o sistema defensivo botafoguense. Ninguém criou chances.

Com o passar do tempo, porém, o Bahia mostrou sinais claros de cansaço, devido à sequência de jogos. O técnico Mano Menezes começou a promover suas trocas para tentar dar fôlego ao time. Enquanto isso, o Botafogo passou a aproveitar os contra-ataques. O melhor deles aos 32 minutos, quando Matheus Babi lançou Davi Araújo pelo lado esquerdo. Ele invadiu a área e concluiu, mas foi bloqueado no chão pelo goleiro Douglas.

Dentro deste cenário, de cansaço do Bahia e falta de agressividade do Botafogo, o jogo terminaria igual e sem ninguém podendo reclamar. Mas, aos 49 minutos, Gilberto chutou em direção ao gol e a bola tocou no braço de Marcelo Benevenuto, de forma involuntária. O árbitro marcou o pênalti, mas fez a consulta ao VAR, sob pressão de todos, e depois confirmou a marcação. Na cobrança, o experiente Rodriguinho não perdoou: deslocou Saulo, que caiu para a esquerda e viu a bola entrar do outro lado.

No meio de semana, o Bahia faz um jogo atrasado da 18ª rodada contra o Fortaleza, de novo na Arena Fonte Nova, às 18h45. E, depois, na outra segunda, dia 16, vai enfrentar o Coritiba, em Curitiba, pela 21.ª rodada. O Botafogo também só volta a campo na outra segunda diante do Red Bull Bragantino, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro.

BAHIA 1 x 0 BOTAFOGO

BAHIA - Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Anderson Martins e Juninho Capixaba; Gregore, Elias e Daniel (Gilberto); Rossi (Rodriguinho), Fessin (Alesson) e Élber (Marco Antônio). Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO - Saulo; Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luís; José Welison (Luiz Otávio), Caio Alexandre e Bruno Nazário; Kelvin (Kalou), Matheus Babi e Guilherme Santos (Davi Araújo e Éber Bessa). Técnico: Flávio Tenius (interino).

GOL - Rodriguinho (pênalti), aos 53 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Elias e Gregore (Bahia); Matheus Babi, Marcelo Benevenuto e Bruno Nazário (Botafogo).

ÁRBITRO - Jefferson Ferreira de Moraes (GO).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Tags: futnacional botafogorj seriea