Botafogo

INVESTIGAÇÃO

Marcinho, do Botafogo, é suspeito de atropelar casal e não prestar socorro

Uma das vítimas morreu. Carro envolvido no acidente foi abandonado a poucos metros do local do atropelamento e apreendido para perícia

postado em 31/12/2020 19:06

(Foto: Vitor Silva/Botafogo)
O jogador de futebol Márcio Almeida de Oliveira, o Marcinho, do Botafogo, é suspeito de atropelar um casal no bairro do Recreio, no Rio de Janeiro, na noite da última quarta-feira (30/12), e fugir do local sem prestar socorro às vítimas. A informação foi divulgada pela revista Época.

Os professores Maria Cristina José Soares e Alexandre Silva de Lima atravessavam a Avenida Sernambetiba, na altura do número 17.170, quando foram atingidos pelo carro modelo Mini Cooper. O professor Alexandre morreu na hora. Já Maria Cristina foi socorrida e operada no hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde permanece internada.

O delegado titular da 42ª Delegacia de Polícia do Recreio, Allan Luxardo, disse ao portal de notícias G1 que as investigações estão em andamento e que há evidências de que Marcinho conduzia o veículo no momento do acidente.

O carro envolvido no acidente foi abandonado em uma avenida a poucos metros do local do atropelamento e apreendido para perícia. O jogador, no entanto, ainda não foi encontrado.

Estudantes lamentam morte

Em nota, o Diretório Central dos Estudantes do CEFET/RJ lamentou a morte do professor ao ressaltar que Alexandre era uma pessoa de “qualidade ímpar” e um ótimo professor.

“Estamos de luto e perplexos com o acontecimento, e prestamos solidariedade e recuperação à sua esposa, e aos familiares e amigos, nossos sentimentos nesse momento. Que ele descanse em paz e será sempre lembrado como parte da história do CEFET!", observa o diretório, em nota.

Tags: rio botafogo morte atropelamento marcinho fuga polícia futnacional