Ceará

ESPORTE PLUS

Com Pituaçu lotado, Bahia tenta voltar ao G6 do Brasileiro em duelo contra Ceará

Vovô, por outro lado, tem objetivo de deixar zona do rebaixamento

postado em 21/10/2019 07:30 / atualizado em 21/10/2019 10:26

<i>(Foto: Felipe Oliveira/Bahia)</i>

Na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2020, com 41 pontos, o Bahia enfrenta o Ceará nesta segunda-feira, a partir das 19h30, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Pituaçu. A animação da torcida com a possibilidade de voltar ao G6 é tanta que os ingressos foram esgotados dois dias antes, ainda no sábado. Assim, o time será empurrado por cerca de 30 mil torcedores. 

"O Nordeste tem 60 milhões de pessoas, polo esportivo muito forte. Ter uma equipe nordestina na competição sul-americana mais importante é importante para a região sob vários aspectos, principalmente mostrar que clubes da região, organizados, conseguem ser competitivos com outras equipes com orçamento superior. Além de representar o Bahia, representamos a região", discursou o treinador Roger Machado na tentativa de motivar sua equipe e ser abraçado pela torcida.

O jogo não será realizado na Fonte Nova porque a arena recebeu, no domingo, uma missa de celebração pela canonização da Irmã Dulce, religiosa baiana reconhecida por atos de caridade e assistência aos pobres. No clima das boas ações, o Bahia entrará em campo com um uniforme personalizado, simulando manchas de petróleo para chamar a atenção para o vazamento que atingiu praias por todo o Nordeste. 

O time que vestirá a camisa de protesto será parecido com o que venceu o Grêmio por 1 a 0 na rodada passada no Sul, mas terá algumas mudanças. O lateral-direito Nino Paraíba foi liberado pelo departamento médico e deve entrar no lugar de João Pedro. 

Existe uma dúvida em relação à permanência de Guerra. Contestado pela torcida, o meia venezuelano pode perder a vaga para Lucca ou Marco Antônio. Independentemente de quem entrar, o time promete ser agressivo, a começar pela utilização do esquema tático 4-3-3.
 
CEARÁ
 
Por outro lado, o Ceará vive momento delicado no Campeonato Brasileiro. Depois de vencer o Avaí, o Vozão foi derrotado pelo Santos, de virada, e voltou a estagnar na tabela. No momento, a equipe está na 17ª colocação, com 26 pontos. A vitória do Cruzeiro sobre o Corinthians fez com que os cearenses retornassem à zona de rebaixamento.

Adílson Batista tem três desfalques importantes para o jogo desta segunda-feira. Samuel Xavier, Fabinho e Thiago Galhardo receberam o terceiro cartão amarelo na partida contra o Santos e estão suspensos. Assim, Cristovam, Ricardinho e Willian Popp devem entrar na equipe titular.

“Precisamos melhorar esse retrospecto (fora de casa). Alguns clubes tem um poderio muito forte como o Athletico Paranaense e ano passado, fora de casa, não vencia. Também havia esse questionamento. Para que você tenha seus objetivos cumpridos você precisa melhorar esse retrospecto. Esse é um dos objetivos, então foi uma proposta de jogo parecida com a contra o Grêmio e poderá ter a mesma contra o Bahia, mas o resultado precisa ser diferente”, analisou Adílson Batista. 

BAHIA X CEARÁ

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba (João Pedro), Lucas Fonseca, Juninho e Giovanni; Gregore, Flávio e Ronaldo; Élber, Artur e Gilberto. Técnico: Roger Machado

CEARÁ: Diogo Silva; Cristovam, Luiz Otávio, Tiago Alves, João Lucas; Ricardinho, Pedro Ken, William Oliveira; Felipe Sobral, Lima e Willian Popp. Técnico: Adílson Batista

Local: Pituaçu, Salvador (BA)
Data: 21 de outubro de 2019, segunda-feira
Horário: 19h30h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Danilo Ricardo Simon Manis (ambos de SP)
Árbitro de vídeo: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

Tags: seriea cearace futebol brasileirão bahia